Hiroshi Bogéa On line

No PSB, Sidney Rosa deve disputar Senado

 

 

Governador Simão Jatene (PSDB) movimentou a pedra do tabuleiro eleitoral ao dar o sinal verde para que seu secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção do Estado , Sidney Rosa, formalizasse filiação ao PSB, partido de Ademir Andrade, no Estado.

Unindo três partidos em torno da chapa majoritária, de cara Jatene garantiria um bom tempo de televisão, além de uma coligação forte integrada a outras legendas.

Pelo andar da carruagem, Jatene sairá recandidato, pelo PSDB, mantendo Helenilson Pontes (PSD) em sua vice e, a novidade, Sidney Rosa, agora no PSB, candidato a senador.

Como em 2014 haverá disponível apenas uma vaga ao Senado, a disputa será carnificinada  já que o senador Mário Couto (PSDB) também almeja o mesmo caminho: a  reeleição.

Post de 

5 Comentários

  1. Rogério Costa

    25 de novembro de 2013 - 17:49 - 17:49
    Reply

    O Sidney Rosa vai compor a chapa de vice. O PSB pediu a vice e disse ao Jatene que este poderia indicar um nome para entrar no PSB. E assim foi…

  2. ANDERSON paragominas

    19 de outubro de 2013 - 17:02 - 17:02
    Reply

    Sidney tem que entrar como dep. federal,que é justamente na vaga que o Zenaldo deixou aberta

  3. João dos Prazeres da Costa

    9 de outubro de 2013 - 14:39 - 14:39
    Reply

    Para não se indispor com Mario Couto, o governador tucano mandou Sidney Rosa para a filial PSB. Mais:
    o PSDB vai ficar livre para votar em Rosa por orientação de Jatene. Couto não será reeleito.

  4. jhone do salao

    9 de outubro de 2013 - 09:45 - 9:45
    Reply

    Mais uma força para nos no psb e q ele seja bem vindo mais um companjeiro para somar e fortalescer o nosso partido queremos assim pessoas que soma junto com nosco.

  5. Hudson Jr

    8 de outubro de 2013 - 12:31 - 12:31
    Reply

    O Mário couto alguma vez defendeu a hidrovia PELO MENOS? Gostaria dessa informação, pois caso não espero que nenhum marabaense com minimo de dignidade lhe dê algum voto.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *