No ponto pra rangar

Publicado em 14 de fevereiro de 2008

Do balacobaco, a lingüiça de porco feita por um goiano residente às margens da Transamazônica, próximo a Cajazeiras. Trabalhada artesanalmente, a carne do suíno é cortada em fatias à faca. Nada de moída.
E lingüiça só presta assim.
De tão deliciosa, o poster comprou 30 kg da “bicha” para presentear amigos ávidos por coisas boas. Aqui e alhures.
Na medida certa.