No Pará, ainda são mais de 3 milhões de pessoas que não tomaram a primeira dose de vacina

Publicado em 18 de agosto de 2021

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), em todo o Estado, são 3.070.891 sem nenhuma dose do imunizante, da população de 18 anos a mais e grupos prioritários.

Ou seja, mais de três milhões de paraenses que ainda não receberam a primeira dose contra a covid-19

Até a manhã da última segunda-feira (16), o Pará tinha 318.710 pessoas consideradas faltosas para tomar a segunda dose do imunizante para a covid-19.

Deste total, 87.534 não tomaram a CoronaVac, 192.585 são faltosos para a Astrazeneca e 38.591 para a

A médica infectologista Tânia Chaves, representante da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) no Pará, comentou de que maneira essa abstenção impacta na cobertura vacinal paraense e quais os riscos disso.

“Sem dúvida, com a circulação do coronavírus (SARS-CoV-2) da variante da Delta, o risco que temos é uma terceira onda, que acometerá aqueles ainda susceptíveis à covid-19, especialmente pela maior transmissibilidade desta variante Delta”, disse. “Isto pode sim impactar na sobrecarga dos serviços de saúde, e em todos os desdobramentos já vividos e reconhecidos por todos nós: formas, complicadas, com necessidade de terapia intensiva, e a temível saturação do sistema de saúde”, afirmou.

Ela também disse o que representa, em uma população de pouco mais de 8 milhões de habitantes, esse número alto de pessoas que ainda não foram imunizadas. “Significa que um número importante de pessoas ainda estarão vulneráveis à infeção pelo coronavírus e que uma parte necessitará de assistência hospitalar de alta complexidade”, destacou.