No Amapá só se fala nisso: senador do Psol usa verba pública em autopromoção no carnaval

Publicado em 8 de fevereiro de 2013

 

 

Randolfe

Pegaram o  senador Randolfe Rodrigues, do PSOL, do Amapá,  de calça curta.

Equalizando um pouco mais a imagem, de cueca no joelho.

O caraíba, amante dos holofotes,  está sendo denunciado por colocar a mão em dinheiro  público para   autopromoção, no  Carnaval de Macapá.

Trocando em miúdos, ele usou grana do contribuinte para imprimir foto dele num CD da Liga das Escolas de Samba do Amapá.

Dinheiro do governo estadual amapaense.

Organizações não governamentais e entidades populares do vizinho Estado caem em cima do gabiru,  agora, também, um dos  falsos faraós da moralidade política.

Randolfe Rodrigues apresentou sua candidatura derrotada, em oposição a de Renan Calheiros, à presidência do Senado, evaporando discurso de combate ao roubo e a falta de ética.

Sujo falando do mal lavado.

A Federação Folclórica Cultural do Amapá,  através de sua dirigente Eliza do Carmo,   declara intenção de processar Rondolfe na Corregedoria do Senado por quebra de decoro parlamentar, já que promoveu sua imagem utilizando o carnaval amapaense na imprensa nacional ao mesmo tempo em que fazia campanha para Presidência do Senado.