Hiroshi Bogéa On line

Nem Cristo escapa

Marabá superou, nos últimos dez dias, todos os seus recordes negativos de índices de violência. Ninguém escapa a ação dos criminosos.

A última vítima, para humilhação das instituições do setor de segurança pública, foi a corregedora de Polícia Civil lotada na cidade -, que teve seu carro arrombado, em questão de minutos da ausência dela do veículo, na praça Duque de Caxias, ponto nobre da Velha Marabá.

Post de 

3 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    16 de abril de 2008 - 11:14 - 11:14
    Reply

    11:01 PM, estou sempre aqui falando de falta de segurança.
    O blog tem se preocupado, sim, em denunciar o alto índice de bandidagem na região.

    O blog tem se preocupado em acompanhar irregularidades em algumas secretarias, particularmente na Setran, alvo aqui (e na coluna do Diário)de post antecipando o resultado de licitação.

    O blog não fará nunca é assumir postura de bater por bater. Não é por aí o caminho. Este poster não é candidato a nada, apenas se candidata (todo dia) a experimentar um Pará melhor. Só isso.

    Quanto a atuação do Santino, na SEDS, me desculpe, mas ele é o começo de tudo de ruim que carregamos hoje na área de segurança pública.
    Abraços.

  2. Anonymous

    16 de abril de 2008 - 02:01 - 2:01
    Reply

    Eu tô esperando o dia de você perder a paciência com esse governo da ana julia que prometeu resolver o problema da segurança, jogando toda a culpa no santino e no Jatene e a coisa só piorou. Teu blog vai ficar melhor, mais imparcial, pois você é inteligente.

  3. Anonymous

    16 de abril de 2008 - 01:29 - 1:29
    Reply

    Bem feito. Eu já fui assaltado duas vezes e tive dificuldades até para registrar a ocorrencia na policia, além do mais não foram prender os assaltantes, isso em Marabá (séde da superintendencia regional da policia civil) imagina se fosse em uma cidade com menor estrutura e menos recursos humanos. Também este ano foi assaltada uma promotora de justiça em Marabá, bem feito. È uma defensora dos ‘direitos humanos’, então não podem prender os autores que são menores e não podem ser presos, o que vale para os outros tem que valer p’ra eles também!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *