Hiroshi Bogéa On line

Nelore Zucatelli e raça Girolando melhoram plantel da Agricultura Familiar regional

Nelore Zucatelli: leilão na fazenda Sororó

Algo de novo está ocorrendo na zona rural da região Sul e Sudeste do Estado:  pequenos rebanhos de clientes da Reforma Agrária estão sendo formados através do uso de reprodutores  de raça pura, pê-ó – Puro de Origem.

A transformação genética em pequenas propriedades está sendo possível graças ao empenho do pecuarista Reinaldo Zucatelli , que tem levado aos leilões de sua marca donos de lotes da áreas de assentamento e estimulado, através de facilidades de pagamento, a compra de reprodutores e vacas da raça Girolando.

O esforço do empresário em facilitar a abertura de portas para o pequeno agricultor acessar ao que há de mais avançado na área de produção bovina, certamente, ao longo dos anos, transformará a cadeia de alimentos da região.

“A decisão de trabalhar com gado de raça pura foi a renda. Como a área dos projetos de assentamento é pequena, temos que aproveitá-la melhor com a produção de leite. E estamos conseguindo agora, depois da compra que fizemos da raça Girolando, geneticamente preparada pelo Zucatelli”, conta.

Muitas famílias egressas dos chamados PAs (Projeto de Assentamento) estão aderindo de pronto a ideia de melhorar o rebanho através da troca do reprodutor e de fêmeas, principalmente da raça Girolando.

Mas há quem invista também no Nelore Zucatelli.

“Lá no nosso assentamento, conta José de Ribamar, eu já comprei um reprodutor P.O.  Nelore Zucatelli. Na primeira parição, já deu para observar a mudança de carcaça e de peso do gado, em tempo muito mais curto de crescimento do que o cruzamento do gado mestiço. O preço é mais elevado do que adquirir um macho do ´gado de colono´ (denominação popular dado a raça mestiça), mas vale a pena”, finaliza.

Para a compra de gado puro sangue, a maioria dos pequenos agricultores usa recursos do Pronaf, uma linha de financiamento voltada para a agricultura familiar, viabilizada pelos próprios clientes da Reforma Agrária.

O sonho de muitos pequenos agricultores  é investir em um touro de raça pura, um Puro de Origem, registrado, mas muitas barreiras dificultam o alcance desse objetivo.

A forma de pagamento é uma delas.

Outro problema é a garantia: como saber que o touro que que vai comprar será, de fato, um melhorador da produção?

Já consagrado na região como um centro de excelência na produção de animais geneticamente trabalhados, o gado Nelore e Girolando do Grupo Zucatelli hoje é garantia de produções de alta qualidade. Por isso, a procura cada dia mais acentuada dos exemplares da Fazenda Sororó, localizada no KM 50 da BR-155, entre Marabá e Eldorado do Carajás.

O pequeno produtor de leite Gilmar Ferreira e sua família, com um lote na antiga fazenda Fortaleza,  acabam de realizar esse sonho e receberam no curral um touro zebu puro-sangue.

O objetivo é aumentar a produção, até mesmo vendendo a cria do touro P.O., gerando recursos para comprar mais vacas:

“Eu pus uma nelore, porque cresce mais rápido, bem melhor de vender. Então eu vendo dois bezerros, dá pra eu comprar uma ‘novilhotinha’, então pra mim é mais futuro”.

Dessa forma, os leilões de gado realizados pelo Grupo Zucatelli, na Fazenda Sororó e no tartesal do Parque de Exposição de Marabá passaram a ser frequentados não apenas pelos grandes criadores.

A cada edição de leilões, cresce o número de criadores proprietários de áreas em projetos de assentamento.

“Esse é o meu sonho, depois de décadas trabalhando no melhoramento genético do Nelore e do Girolando: colocar numa mesma mesa pessoas do agronegócio e representantes da Agricultura Familiar. Juntos, e fortalecidos, esses dois segmentos da produção agropecuária ajudarão a construir um mundo com mais alimentos, solidário  e voltado para reduzir a pobreza”, anima-se Reinaldo Zucatelli, presidente do Grupo Zucatelli, ao ser ouvido agora há puco, pelo telefone.

No  leilão realizado nesse domingo, 27, centenas de criadores fortaleceram o evento.

A qualidade do Nelore Zucatelli extrapolou fronteiras.

Só para ter ideia do interesse dos criadores pela produção Zucatelli, pecuaristas de diversos estados estiveram presente.

Um, deles,  Gilvan Gomes Barros,  fazendeiro consagrado no Bico do Papagaio, mais precisamente em Sítio Novo do Tocantins, arrematou 13  touros, agora destinados a cobrir novilhas de sua propriedade.

Um outro comerciante de Sítio Novo, dono de um posto de gasolina e de loja de material de construção local, também investiu em exemplares geneticamente desenvolvidos pela marca Zucatelli, comprando touros e bezerras, no leilão do último domingo.

Para quem não sabe, o Grupo Zucatelli é um conglomerado de negócios com redes nos Estados do Pará,Maranhão, Tocantins, Amapá, atuando nos segmentos de concessionárias de veículos, caminhões, tratores, construtora, lojas de departamento, postos de gasolina, e pecuária.

Cerca de 800 pessoas trabalham nas empresas do grupo empresarial, com sede matriz em Marabá.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *