Hiroshi Bogéa On line

Não mexa com essa mulher

 

Da lavra de Ricardo Kotscho, tratando da viagem de Dilma Roussef por Nova York:

 

 

Desde domingo, quando ela chegou a Nova York, acompanho pelo noticiário os encontros e as andanças de Dilma em sua primeira viagem internacional de grande repercussão.

Mais do que a figura política, impressiona-me a mulher que nunca sonhou em ser presidente da República, nunca tinha disputado uma eleição na vida e, agora, se vê como uma das protagonistas no centro das grandes decisões mundiais.

Posso imaginar quanta coisa passou pela cabeça dela nestas horas que antecederam seu discurso como primeira mulher a fazer a abertura da Assembleia Geral da ONU. Logo ao chegar à cidade, Dilma se viu na capa da revista Newsweek com a chamada “Não mexa com ela”, e até agora tem feito o possível para justificar o texto elogioso da matéria.

A mulher Dilma deixou no Brasil a mãe doente no Hospital das Forças Armadas e uma penca de problemas em várias áreas, sem falar no agravamento da crise econômica mundial que começa a mostrar reflexos no quadro interno, com previsões de subida da inflação e queda no crescimento econômico.

Mesmo assim, ela encontrou tempo e cabeça para ir a restaurantes, museus e lojas, comprar um disco de jazz para ela e roupas para o seu neto de um ano, receber o prêmio Woodrow Wilson de Serviço Público, participar com outros chefes de Estado do lançamento do programa para estimular a transparência política e manter encontros bilaterais com os presidentes dos Estados Unidos e do México.

Ao receber o prêmio, durante um jantar no Hotel Pierre, Dilma resumiu o bom momento que vive como primeira presidente do Brasil:

“Tivemos alta de renda e redução de desigualdade. Vivemos praticamente uma situação de pleno emprego. Tenho muito orgulho do momento que meu país está passando, mas imensa preocupação com o momento pelo qual o mundo passa”.

 

Integridade do texto, aqui.

——————–

Atualização às 11:35

 

Também de Ricardo Kotscho, a visão dele sobre as dificuldades de governar o Brasil.

O jornalista sabe o que diz. Afinal, ele dirigiu a Secretaria de Imprensa da Presidência da Repúlica, durante o primeiro mandato de Lula.

 

 

Post de 

5 Comentários

  1. Maria

    26 de setembro de 2011 - 18:35 - 18:35
    Reply

    Hiroshi vc sabe o que esta acontecendo com a Saúde de Marabá? É verdade que Hitler ressuscitou? e esta na frente da Secretaria de Saúde, os funcionarios estão sendo assediados, ameaçados! clima de perseguição. Os semblantes deles é de pânico, tristeza. O que nossos vereadores esão fazendo??? Maurino agora vc assinou seu fracasso, Tião aplaudindo, nunca vimos tanto ato abusivo nem na época dos Mutrans, se viu tanta humilhação.Este rapaz, esta acabando com seu povo, que era seu…. Se não basta-se a perseguição do Dr Nagilson, que teve seu fim que merecia, quanto sofrimento ocasionou, vc coloca um rapaz desequilibrado emocionalmente, para acabar com tua base, mais o que esperar dos seus conselheiros uma fazendeira e uma lalalllll.Policia federal acorda e vê o que esta acontecendo com a empresa que aluga os carros da prefeitura, queremos quebra de sigilo bancario. Politicos acordemmmmm!!!!!!

  2. Dario dos Anjos

    24 de setembro de 2011 - 12:01 - 12:01
    Reply

    Concordo plenamente com a Ana Maria acima, nosso país tem tudo pra ser uma grande potência, em todos os sentidos, um belo povo extremamente honesto, pena que uma minoria insiste em fazer da corrupção como meio de vida.

  3. Ana Maria

    23 de setembro de 2011 - 09:30 - 9:30
    Reply

    A Dilma está honrando os votos que teve. É isso que todo político tdeveria fazer. E não é para acharmos bonito, pois nada mais é do que a obrigação.
    Ser honesto não deveria ser a exceção, mas sim a regra.
    O nosso país é viável em todos os sentidos, porém existe um detalhe que o faz declinar: A CORRUPÇÃO GENERALIZADA.

  4. karla Maues

    22 de setembro de 2011 - 19:30 - 19:30
    Reply

    Todos os olhos estão voltados para o Brasil neste momento .
    Seremos o país do futuro em 2013?
    Até lá, espero que a Sra . Presidente comece de verdade sua faxina a começar pelos corredores dos seus incontáveis Ministérios e depois pelos sindicatos até chegar às centenas de secretarias, mas ai ja é pedir demais.
    A maquina administrativa brasileira é tao grande, tão lerda e incompetente que nunca, jamais, em tempo algum se consegurá saber de tudo que é desviado dos absurdos impostos que nos são cobrados.
    Mas enfim, ela foi la e deu o seu recado!
    Vamos ver se na volta ela consegue nos mostrar a luz no fim do tunel . Não basta extender a Bolsa familia pra todas as grávidas e as que estão amamentando (imagine a explosão demografica que vai decorrer disso….!!!)
    Mas como somos o futuro do mundo…temos que confiar de que vai dar tudo certo!
    Obs:
    A partir do proximo ano os alunos do curso de medicina da Uepa, terão o privilegio de fazer sua residencia no Hospital regional, sem a necessidade de se deslocar pra outras regioes, e assim onerar suas familias
    Graças ao Gov. Simão Jatene em 2013 ja teremos medicos(as) e nefermeiros(as) daqui mesmo de Santarem – Pará, atuando em nossa região.

  5. Alessandro Bulhões

    22 de setembro de 2011 - 13:02 - 13:02
    Reply

    Caro Hiroshi, Não tenho duvidas de que o Brasil está no caminho certo, está em boas mãos, o PT e o conjunto dos parceiros e aliados não do governo mais do Brasil. Sei também da imensa dificuldade que é para governar um país como o Brasil, por questões diversas. A presidenta Dilma está surpreendendo inclusive muitos petistas que não acreditavam nela.

    Comandante, esse foi o meu comentário quanto a matéria em tela. Agora quero pedir-lhe que se possivel publique o seguinte:

    Na tarde da ultima terça-feira estiveram em Parauapebas Alessandro Bulhões e Marcelo Alves, coordenadores da tendencia interna do PT Articulação Carajás – ARCA (é a mais nova tendencia interna do Partido dos trabalhadores). A visita ao município se deu em virtude de um grupo de filiados ao PT, dentre eles o vice presidente do partido em Parauapebas, Edson Taveira racharem com o PTPV. O referido grupo solicitou uma visita da coordenação da ARCA ao município para conversarem sobre a adesão a tendencia, e foi o que ocorreu, um grupo de 32 pessoas aderiram a nova tendencia que começa sair das barreiras de Marabá. A Articulação Carajás está organizada hoje em 10 municipios, Marabá, Parauapebas, Conceição, São Felix do Xingu, Santana do Araguaia, Novo Repartimento, Tucumã, Tucuruí, Redenção e Jacundá.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *