Não está na hora de reformulação total no Águia?

Publicado em 30 de abril de 2012

 

 

Passado mais um Campeonato Paraense com o Águia morrendo antes de chegar à praia, perguntinha sincera: – não é hora de Sebastião Ferreira e João Galvão fazerem reflexão da necessidade de se reformular tudo?

A começar pelo próprio Galvão, dedicado treinador e apaixonado pelo time.

Como a Série C do Brasileiro não exigirá de cada clube o ônus de todas as despesas da competição considerando que a CBF arcará com transporte, hospedagem e até custos de arbitragem, o Águia poderia partir para a contratação de um novo treinador para tonificar de novos ares a equipe.

Essa decisão poderia partir do próprio Galvão, pelo amor que sempre nutriu pelo time – seguindo exemplo de desprendimento do treinador do Barcelona, Pep Guardiola, ao anunciar seu desligamento da comissão técnica vencedora por quatro anos seguidos.

Guardiola poderia permanecer no bem-bom de seu milionário salário com garantia de mais dois anos oferecida pela presidência do time catalão, mas sentiu a hora exata de afastar-se do desgaste inevitável.

João Galvão poderia assumir a Gerência de Futebol, emprestando sua experiência e devoção  à  uma campanha positiva no campeonato nacional, que este ano terá nova fórmula de disputa, bem mais dificil e com mais probabilidade do clube cair de divisão, caso não tenha boa performance na competição.