Hiroshi Bogéa On line

Não era bem assim

Os mesmos erros dos doze anos de “Cosme & Damião” prosseguem. Ou pelo menos não houve ainda tentativa de mudar o que provoca desilusão e desestímulo a quem gera emprego e renda nos municípios. O Correio do Tocantins desta sexta-feira (9),em sua Ronda Política aborda o tema, em pequenas notas, dando conta das licitações vencidas por construtoras de fora do município para a recuperação de escolas estaduais. Pequenas obras. E quando forem as grandes, os pequenos e médios empreendedores locais não sentirão nem o cheiro, quanto mais prazer de ter acesso aos contratos. Meu deus! De novo, igual?!

Post de 

2 Comentários

  1. hiroshi

    10 de março de 2007 - 02:03 - 2:03
    Reply

    Fico triste. Ainda acho que está havendo uma inversão de avaliação por parte de quem não conhece o processo – pelo menos no interior.Para quem torceu e lutou contra toda uma estrutura que sufocou tanta gente por doze anos, ainda vale a pena esperar uns dias. Se continuar assim, melhor firmar trincheiras e mandar ver. Um dia, quem sabe, o Pará ainda se encontra. Em vida, a luta nos chama.

  2. Anonymous

    9 de março de 2007 - 21:19 - 21:19
    Reply

    Isso, caro Bogéa, pra não falar do aditamento ao contrato de locação do jatinho dos Maiorana, efetivado pelo “governo da mudança” do PT (leia sobre o assunto no Quinta Emenda), ao preço de R$ 120 mil por cada viagem da governadora Ana Júlia a Brasília. De novo, sim, Bogéa! Estamos todos fritos. O discurso é um na oposição, mas quando chegam ao poder são todos iguais. Infelizmente!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *