“Não é hora de aprofundar nada”

Publicado em 8 de janeiro de 2012

 

Do deputado João Salame que se encontra fora do Estado do Pará  usufruindo seus últimos dias de férias, o blog recebeu comentário em aporte ao post As mexidas de Salame:

 

 

Meu caro Hiroshi. Seus textos como sempre bem elaborados e provocativos do bom debate. E você sabe que não fujo deles. Mas agora estou de férias com minha família no nordeste onde pretendo ficar até o fim da semana que vem, pelo menos. Não falo com o governador desde muito antes do plebiscito. Não há nenhum acordo meu com ninguém muito menos decisão sobre candidatura. Tudo a seu tempo. E de forma transparente. Tenho dito há muito tempo que política só se faz coletivamente, formando grupos. Marabá precisa de um projeto. Como fez Paragominas e o Ceará, por exemplo, para o bem ou para o mal, e conseguiram avançar muito. É possível fazer algo mais avançado e mais democrático em Marabá, desde que deixemos de pensar pequeno e de concentrar nossas energias em atacar os outros. É rizível a crítica que me fazem de nepotismo. Não arrumei emprego público para a Bia. Ela foi candidata a suplente, a convite de um senador, contra a minha vontade, diga-se de passagem. Mas não sou dono dela, sou apenas companheiro e marido dela. Ela tem todo o direito de exercer sua cidadania.

Mas não é hora de aprofundar nada. Vou tomar uma água de coco aqui na Bahia, onde estou agora. Relaxar, pensar muito e voltar com a disposição de conversar mais ainda para, coletivamente, buscarmos saidas para o nosso município.

Aos que teceram comentários elogiosos muito obrigado. Vou fazer de tudo para náo decepcioná-los. Aos que me criticaram, ainda que de forma injusta, vou refletir sobre as críticas pra ver onde estou errando.
Um abraço fraterno a todos e até breve.

João Salame