Hiroshi Bogéa On line

“Não” apresenta jingle da campanha

A Frente em Defesa do Pará divulga o jingle oficial da campanha do “não” à divisão.

Em ritmo de tecnobrega, a música foi criada pelo cantor Edilson Moreno e produzida por uma equipe paraense: Paulinho (produção), maestro Dede Borges (finalização) e vozes de Viviane Batidão e da Gang do Eletro (DJ Waldo, Keila Gentil, William Love e Maderito).

Em primeira mão, o blog apresenta o jingle do Não.

Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu digo Não à divisão
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não

Eu quero a União.
55
Ninguém divide o Pará
Eu digo Não e Não
Sou contra a divisão
Cabeça e coração
55  55
Ninguém há de separar
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu de você, meu irmão
55
A nossa bandeira é uma só
Contra a violência e a pobreza
Eu digo Não, Não, Não, Não
Ao desemprego, Não
Desmatamento, Não
E a divisão do meu Pará
Eu digo Não e Não
Sou contra a divisão
Eu  digo Não, NãoNão,  Não
É 55, É 55
É isso aí, o meu Pará
Ninguém divide, irmão
Tanta beleza e riqueza
Está na nossa mão
É nosso rio, floresta
Nosso minério, então
Tudo da nossa gente
Todos do mesmo chão
Toque 55
Dizer não à divisão
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu digo Não à divisão
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu digo Não e Não
Eu quero a União.

A coordenação de Comunicação do “Não” anuncia que até o final de semana já estará publicado na Internet o  site da Frente contra a Divisão.

Post de 

32 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    12 de dezembro de 2011 - 12:24 - 12:24
    Reply

    Anônimo “Não”, acabou! Sem chance de novos comentários confrontando os defensores da separação. O tempo é de acalmar os ânimos. Seu comentário foi recusado, como serão todos nesse sentido.

  2. catarina

    16 de novembro de 2011 - 12:25 - 12:25
    Reply

    EU DIGO NÃO E NÃO,NINGUÉM DIVIDE O PARÁ!Esses separatistas não são dignos do nosso estado do Pará os encomodados que se mudem e engulam a seco a derrota!

  3. socorro

    13 de novembro de 2011 - 17:59 - 17:59
    Reply

    UMA PESSOA QUE NAO GOSTA DE AÇAI E/ OU TACACÁ NAO PODE DIZER QUE É PARAENSE ,REALMENTE NÃO GOSTA DO PARÁ;
    QUEM AMA O PARÁ NAO DIVIDE.

  4. Jânio Marinho

    11 de novembro de 2011 - 21:45 - 21:45
    Reply

    Meu caro jornalista AGENOR GARCIA voce fala das mazelas do “meu estado” como se em São Paulo, um estado pequeno, não tivesse assalto,estrupo,favelas,gente morrendo por falta de atendimento médico, como se o esgoto não fosse para o Tietê, enfim essa sua desculpa não é justificavel. OK?……….E viva o PARÁ. um abraço.

  5. Jânio Marinho

    11 de novembro de 2011 - 21:27 - 21:27
    Reply

    Bem senhores, o Brasil é de todos, e podemos morar no estado que desejar-mos porém, a maioria das pessoas que querem dividir o meu. NÃO SÃO PARAENSES, eles alegam o gigantismo do território, e o Amazônas?, que eles se desloquem para o estado vizinho e façam lá o estado deles. O problema nosso não é o “tamanho do território” e sim, “administrativo”, Os nossos politicos que não administram com eficiencia. para beneficiar a todos que aqui residem. Quando tentaram separar o Brasil, criando os “Pampas”, houve guerra, aqui também haverá guerra, não de armas, mais de recentimento contra esses “forasteiros”, que querem extinguir o “meu estado”. E viva o PARÁ,unido,único,gigante,rico,abençoado,receptivo,acalantador. Venham, venham todos que fogem da seca,da fome, da violencia, do desemprego, venham todos, aqui há lugar para todos. Mais se vierem com idéais separatista, que fiquem por lá. Eta Pará paidégua.

  6. Évila Mellissa

    11 de novembro de 2011 - 12:12 - 12:12
    Reply

    Adoreeeei, vai pegar sim na região Norte é claro, acabei d ever o clipe na tv e vim correndo pra net procurar para fazer o download rsrsrs

    Moro aqui na região sul do Pará mas o meu Parázão ninguém vai dividir, eu e minha família votamos 55!! \o/\o/
    Orgulho de ser Paraense

  7. Ronny

    5 de novembro de 2011 - 17:21 - 17:21
    Reply

    Eu sou de tailandia e voto sim,é preciso dividir para que o povo do pará possa ter melhorias pois o estado é muito grande e dificulta muito pro governo prestar assistencia pra região sul e sudeste,temos que votar sim para podermos ter uma nova história,e pra carajás seja um estado de desenvolvimento,o povo dessa região esquecida precisa de novas esperanças,de novos politicos e com certeza teremos um estado de novas conquitas e novas histórias dia 11 esqueça seu egoismo e vote 77 será bom pro pará e mlehor pra este povo sofredor da região sul e sudeste do estado.Carajás e tapajós Simmmmmmmmmmmmmm 77.

  8. ALESSANDRA

    1 de novembro de 2011 - 13:02 - 13:02
    Reply

    Concerteza sairemos vitoriosos no dia 11/12…..Não e Não a Divisão….Essa será a melhor resposta,nas Urnas!!!!55 Neles….

  9. Erica

    18 de outubro de 2011 - 01:20 - 1:20
    Reply

    Moro no Rj e passei 5 dias em Belém…. essa músiquinha e bonecão dançando em cima do trio elétrico nao me saíram da cabeça kkkk.. Bem criativo!

  10. Marcelo Rosa

    26 de setembro de 2011 - 10:26 - 10:26
    Reply

    Estive nesse final de semana (sábado, 24/09), caminhando pela Doca e, me deparei com uma movimentação da Frente Contra Tapajós, adesivando veículos, dei várias voltas ao redor do canal e, um fato me chamou a atenção, o Jingle que tocava no carro som, não era este divulgado como Jingle Oficial da Campanha Contra a Divisão do Pará! Imagino que alguma coisa tá errada nessa campanha! Pois, falou-se em UNIÃO das Frentes, mas parece que isso ficou no discurso de lançamento das Frentes! Parece…falei parece! Sábado estarei caminhando de novo pela Doca…e vamos ver se o jingle oficial, que ficou tão bonito e, de fácil assimilação pelos eleitores aparece nas ações oficiais das Frentes! Tenho dito.

  11. Voto SIM

    25 de setembro de 2011 - 20:23 - 20:23
    Reply

    Esse plebiscito pela criação de Carajás/Tapajós é injusto, basta observar o tamanho da corda do círio de Nazaré em Belém e a corda do círio de Marabá, mas podemos perder com dignidade como diz o mentor do Chico Xavier, mas o NÃO poderá ganhar por covardia.Na verdade essa votação deveria ser somente p a população que deseja a separação.Para mim o desejo dessa separação é igual a do Brasil c/ Portugal, não suportamos mais sermos subordinados ao poder central, que ao longo desses anos nos colocou numa situação de exclusão em todas as políticas sociais; existe lugar no Pará que nunca foi visitado por nunhum governador, nem pelos seus assessores.Então meus irmão, nos deixe seguir nosso destino livres, porque o período da escravidão já passou, temos o direito de decidir nosso destino.

  12. Cidadã Carajaense

    25 de setembro de 2011 - 19:31 - 19:31
    Reply

    Meus amigos do Pará essas regiões que querem se dividir já estão separadas desde a sua criação, são culturas diferentes, modos de vida toralmente diferentes.Vamos dividir que é melhor pra todo mundo!Os nossos governantes que foram incompetentes, terão com a divisão uma tarefa em território menor para administrar, ficaram mais próximos do povo para serem vigiados, serão mais cobrados.Tenho certeza que as filas dos hospitais vão diminuir porque os recursos serão concentrados em menos municípios, a educação deve melhorar tbm, melhorando a qualidade do ensino e o salário dos professores; nossas estradas terá daqui pra frente dois estados para cobrar do gov. federal, as q forem federais e as estaduais podem melhorar, enfim, ficaremos mais próximos ao poder central nós pra cá e vc pra lá.

  13. Anônimo

    25 de setembro de 2011 - 16:31 - 16:31
    Reply

    A perfeição é uma meta defendida pelo goleiro …
    Que que isto tem a ver.Todos lutamos por um mundo muito melhor,mas achar que dividindo espaços geograficos se resolve é ilusão.Acho que há muita desinformação sobre o que isto vai representar.De concreto só cargos e muita corrupção tal qual Tocantins.

  14. Anônimo

    24 de setembro de 2011 - 20:52 - 20:52
    Reply

    isto ai nem chamo de música,não tem letra nem harmonia e nem história.o pessoal do não ,não tem como justifica-se ,não como defender a não ser usar de mentiras.está turma deve ser do traidor tião que é so fachada.o povo vai lhe dar o troco para você e seu disisperado da tv. aguarde o povo desta região não e bobo.

  15. Anônimo

    24 de setembro de 2011 - 20:45 - 20:45
    Reply

    Nasci em Belém-Pá na Hospital Santa Casa,na av. Generalissimo Deodoro no dia 30/01/1959. recem-nascido trouxeram-me para Jacúnda,depois Ipixuna,Itupiranga e Finalmente Marabá.más voto no sim 77.porque conheço o abandona que os governos nos deixaram a dezenas de anos,não suportamos mais.

  16. DIVIDIDO ESTA

    24 de setembro de 2011 - 15:37 - 15:37
    Reply

    Uma coisa e certa esta regiao a quase cem anos nao e Para basta ver que naquela epoca esta regiao queria ser anexada pelo Goias.
    O movimento de Carajas acompanho ja a trinta anos e caso tenha um reves nao cessara e o Estado de Carajas vira mais cedo ou mais tarde,pois sendo esta regiao uma regiao composta de bravos que aqui chegaram e desbravaram continuara crescendo independentemente do governo colonial de Belem e tera uma populacao maior que inevitavelmente por nao ter lacos culturais com o Para ira desmembra-lo pela forca politica que irao exercer.
    Uma coisa e certa DIVIDIDO ESTA e ira permanecer desta forma independente do plebiscito.

  17. Paulo da Graça

    24 de setembro de 2011 - 10:12 - 10:12
    Reply

    Caro Paulo. Se tú quiseres saber os motivos pelos quais migrei para a Amazônia, aos 26 anos de idade, melhor a gente se encontrar para bater um bom papo. Tenho 4 filhos papa-chibés e um neto. Como jornalista trabalhei na grande imprensa. Me formei, já estou em pós-graduação e estou contribuindo com meus esforços, modestos, bem sei, para a criação de Carajás e Tapajós. E mais, quando cheguei tive que ralar muito. Ninguém estava de braços abertos coisa nenhuma. Minha família me deu o suporte necessário e me fez um homem honrado. Os bons amigos, que fomos cultivando, tornaram profundas minhas raízes nessa terra. Por mérito e competência minha, graças a Deus.
    Quanto ao estado ideal, já disse Gilberto Gil, “que perfeição é uma meta”. E não desgoverno, como estamos vendo hoje. Fechar os olhos para a triste realidade das péssimas administrações que sofremos, nos permite SIM, sonhar com a gerência dos nossos destinos. Vai ser bom para todos, acredite. Não seja obscurantista. Esteja aberto para o novo, que sempre vem. Se me mandares seu emeio, vou lhe enviar um resumo das assimetrias estudas pelo economista Célio Costa respondendo os principais questionamentos sobre a criação do dois estados.
    Saudações carajaenses,
    Agenor Garcia
    jornalista
    garciaagenor@gmail.com

  18. anonimo

    24 de setembro de 2011 - 08:23 - 8:23
    Reply

    Nao tomo tacaca,nao gosto de acai,nao torco por Remo ou Payssandu,nao gosto de brega ou tecno breganao voto em Jader ou Flecha Ribeiro, nao falo chiando imitando carioca por tudo isto voto SIM e SIM,77 e 77.

  19. Paulo da Graça

    23 de setembro de 2011 - 21:51 - 21:51
    Reply

    Pelo jeito o Agenor Garcia vai esperar sentado para votar o sim dele. Nem no Paraná, que tem proximidade com primeiro mundo, tem cidade com tanta eficiência como ele quer que tenha. Talvez seja por isso que ele veio de lá -não sei porquê, pra ser recebido aqui de braços abertos.

  20. Anônimo

    23 de setembro de 2011 - 21:50 - 21:50
    Reply

    Agenor
    Acredita mesmo que votando SIM tudo isto vai mudar.Vamos morar na Suecia?Tá delirando?Os bandidos daqui vão embora para Belém?Os políticos daqui vão arrepender-se tal qual o bom ladrão das escrituras?Acorda…!

  21. VOTO SIM 77

    23 de setembro de 2011 - 10:46 - 10:46
    Reply

    Eu votaria Não se não morressem gêmeos na porta da Sta.Casa. Se no sistema penitenciário não estuprassem menores. Se o sistema peitenciário não fosse chamado de “espetáculo dos horrores”, pelos Direitos Humanos. Se 2/3 das baixadas tivesse água da Cosanpa. Se 96% do esgoto não fosse lançado na Baia do Guajará, como denunciou a Veja. Se Baião, com 200 anos de existência tivesse inaugurado nestes últimos anos, uma escola do ensino médio. Se Belém tivesse um terminal fluvial de passageiros e cargas. Se não houvesse assalto nas estradas e piratas nos rios. Se 68% dos alunos do ensino médio estivessem entre os melhores do Brasil. Mas são os piores., Votaria Nâo se nossas estradas estaduais tivesse sinalização, acostamento, patrulha rodoviária. Votaria Nâo se houvesse médicos no interior, e se 85% do funcionalismo não estivesse em Belém. Votaria Não, se a criação dos novos estados não fosse bom para todos.
    Agenor Garcia
    jornalista

  22. Juntos pelo 77

    23 de setembro de 2011 - 09:11 - 9:11
    Reply

    Eu digo não ao não que vai virar SIM, 77 é a verdadeira mundança e já começou, não adianta espernear vai acontecer com ou sem a vontade desta meia duzia da elite da capital, a hora de vcs esta chegando nós os “forateiros” vamos crescer sem estar atrelado as mentes devastadoras que só estão pensando nas mordomias que nossa região lhes proporcionam.Carajás SIM agora é 77

  23. Jenivaldo Liberdade

    22 de setembro de 2011 - 21:06 - 21:06
    Reply

    Eu voto e no SIM! Por um Para melhor e não grande e desgovernado como esta…

  24. karla Maues

    22 de setembro de 2011 - 19:49 - 19:49
    Reply

    Célio ou alguem pode me explicar exatamente sobre essa divida publica dos investimentos que ja foram e que estao sendo feitos em todo o territorio do Pará?
    Eu quero saber concretamente como ficará o endividamento do Tapajós caso haja a remota disivisão..
    Cada um diz uam coisa. Quem vai pagar essa divida?
    No caso do Tocantins, o estado está endividado assim como Todos os seus municipios, segundo declaração do Senador Ataides Oliveira (suplente),(PSDB-TO) de forma irremediável.
    Depois de 23anos , este novo Estado pode ter crescido mas nao desenvolveu segundo paralavras do pesquisador Sr..Ramiro Nazaré.
    Por via das duvidas, vou votar Não Não Não 55 ;

  25. Dinaldo R. Trindade Jr.

    22 de setembro de 2011 - 16:00 - 16:00
    Reply

    Mano,

    Tô no planalto central, mas em sintonia com a minha terra.

    Tomei a liberdade de baixar o jingle e o compartilhei no SoundCloud.

    Todos juntos contra a divisão do Pará!

    VOTA 55!

  26. Paraense com muito orgulho

    22 de setembro de 2011 - 15:04 - 15:04
    Reply

    Muito legal e direto. Estou começando a perceber que o “NÃO” além de vencer a disputa, vai impor uma senhora goleada na turma do “sim”, com muito respeito. Espero, sinceramente, que no dia seguinte e nos dias seguintes ao resultado, possamos conviver pacificamente como pessoas civilizadas, e que o Governo do Estado e os parlamentares por nós eleitos, passem a dispensar mais atenção à nossa região, para acabar de vez com essa reclamação de todos nós, paraenses natos ou não, contra a falta de ações governamentais que ao longo dos anos provocou essa sizanha desnecessária. O Pará permanecerá unido! que o Povo também esteja unido!!! São meus sinceros votos.
    Um Paraense/Marabaense com muito orgulho.

  27. Célio

    22 de setembro de 2011 - 15:03 - 15:03
    Reply

    Caro Hiroshi, o prefeito de Paragominas se manifesta contra a divisão do Pará. Por tratar-se da opinião de homem público trago à ribalta o artigo, publicado em blog da cidade dele. Pelo visto, foi postado também no Facebook.

    Prefeito de Paragominas é contra a divisão do Pará

    Adnan assina artigo onde elenca uma série de motivos que o levam a afirmar que não concorda com a divisão do Pará

    Amigos. Acredito que o debate sobre a divisão não deve ser de ordem emocional, mas de caráter racional, e nesse sentido, tenho estudado bastante as consequências que poderiam advir ao remanescente PARÁ, caso ocorra a divisão. Vou no decorrer dos próximos meses enumerar uma série de motivos que me levam a pessoalmente votar contra.

    1) Havendo a divisão, o Pará arcará sozinho com sua atual dívida, e Tapajós e Carajás começariam sem nenhuma dívida. Algumas pessoas dizem que o Governo federal assume essa dívida. Vejam o que diz o artigo 234 da Constituição Federal “É vedado à União, direta ou indiretamente, assumir, em decorrência da criação de Estado, encargos referentes a despesas com pessoal inativo e com encargos e amortizações da dívida interna ou externa da administração pública, inclusive da indireta.

    “O dispositivo acima fala não somente da dívida, mas do pessoal inativo, ou seja, os funcionários do Estado que se aposentaram e mesmo que passem a residir no Tapajós ou Carajás, o Pará irá continuar pagando seus salários.

    2) Alguém usa o exemplo do Goiás e Tocantins para justificar que foi bom para o estado de Goiás e que seria bom também para o Pará. Vejam o que diz a mesma Constituição Federal, no $ 7o. do art. 13 do Ato das Disposições Transitórias:- “Fica o Estado de Goiás liberado dos débitos e encargos decorrentes de empreendimentos no território do novo Estado, e autorizada a União, a seu critério, a assumir os referidos débitos.

    “Ora, foi bom para o Goiás porque quando da separação com Tocantins, estava-se elaborando a Constituição e se inseriu esse dispositivo lhe beneficiando. As situações são diferentes.

    Posteriormente voltarei a tratar desse assunto, mas desde já, manifesto a minha posição de contra a divisão, pois caso ocorra inviabilizaria o Pará.
    http://www.facebook.com/#!/groups/143598702370540/

  28. Alberto Lima

    22 de setembro de 2011 - 14:57 - 14:57
    Reply

    Eu digo não e não!!…hehehehe!!

    Gostei!!! vai pegar!!!!

    Em ritmo de tecno então! Nuuuooossa!!

    Tá show!!!

  29. Eu voto 55, não à divisão

    22 de setembro de 2011 - 13:25 - 13:25
    Reply

    Maravilhoso!! Perfeito!!

  30. Andrei Monteiro

    22 de setembro de 2011 - 11:48 - 11:48
    Reply

    Mt bom, bem paraense, não é esse jingle sertanejo do sim que lançaram. Viva o Pará UNIDO! 55 neles, vamos vencer!

  31. Augusto

    22 de setembro de 2011 - 11:38 - 11:38
    Reply

    Fiquei curioso pra ouvir, mas pela letra parece q vai ficar bem pegajoso. O jingle do SIM/77 devia seguir a mesma linha, mas ficou muito longo e arrastado, mais triste q contagiante. com o mega publicitario que temos como aliado, é bom ele consertar isso já.

  32. Gilvandro Oliveira

    22 de setembro de 2011 - 10:45 - 10:45
    Reply

    Vai pegar!!! Ficou bem alegre e dançante… Espero que turma do SIM faça algo semelhante ou melhor, pra mexer realmente com a galera, pois, tenho certeza que vai ser uma campanha apaixonante, cheia de emoção e alegria.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *