Hiroshi Bogéa On line

Nagib já assumiu prefeitura

No meio da tarde desta terça-feira, 25, o presidente da Câmara Municipal de Marabá, Nagib Mutran Neto (PMDB), assumiu interinamente o cargo de prefeito do município, por determinação da justiça eleitoral que cassou o mandato de Maurino Magalhães (PR).

Antes de ser comunicado da decisão, Nagib reuniu-se por mais de três horas com Maurino. Em seguida, os dois receberam notificação do juiz Cristiano Magalhães, titular da 23a Zona Eleitoral.

Neste momento (17 hs), Nagib encontra-se na secretaria de Obras, onde provisoriamente funciona a prefeitura de Marabá já que a sede do município passa por reforma.

Em rápido contato com o blog, Nagib procurou tranquilizar a população e a própria máquina administrativa:

     – Não farei nenhuma mudança. Apenas não deixarei que os diversos setores da máquina pública parem de funcionar. Minha missão aqui é provisória, até que o deputado estadual João Salame decida se aceita ou não renunciar ao seu mandato para ocupar o cargo.

Salame tem cinco dias para se manifestar, a contar desta terça-feira.

Os advogados de Maurino Magalhães preparam recurso para dar entrada  no TRE, tentando a devolução do cargo ao ex-titular, através de mandado de segurança.

————-

atualização às 17:26

A cassação de Maurino Magalhães repercute intensamente na blogosfera.

Aqui.     Idem.    Aqui também.

Post de 

15 Comentários

  1. Anonymous

    28 de janeiro de 2011 - 16:48 - 16:48
    Reply

    Sei que Maurino Magalhães é um homem honesto, guerreiro, e acima de tudo sábio, e esta situação é uma perseguição dos opostos desde o início da gestão..
    Ao povo que elegeu Maurino "acreditem na pessoa dele, e nas propostas que ele tem para este município, peço, DEIXEM O HOMEM TRABALHAR"!!,conhecam os trabalhos, obras, e entre outras ações da prefeitura e concerteza vcs mudarão com este pensamento.
    Ah, lembrando.. o Deputado eleito que a população o escolheu para representar-nos na Assembléia Estadual, quer renunciar seu cargo para assumir a cadeira do PREFEITO MAURINO MAGALHÃES,no qual nos perguntamos: Cadê o compromisso do deputado João Salame que a sociedade marabaense elegeu para representar Marabá na Assembléia?

    Reflitam e repasse esta msg a todos que acredita no nosso representante, Maurino Magalhães..

  2. Anonymous

    27 de janeiro de 2011 - 07:21 - 7:21
    Reply

    Fiquem tranquilos camaradas, essa é apenas uma das tantas conturbações que vçs marabaenses vão viver até o final do mandato do Maurino. A decisão do juiz local, sem dúvida alguma será reformada pelas demais instâncias do judiciário. Não viram como foi com o Tião, algo muito mais assombroso em 2004?
    Faz parte do processo.

  3. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 17:16 - 17:16
    Reply

    Não sei, até que ponto Deus toma parte em um assuntotão corruptível como a política de Marabá!
    Todavia,não cai uma folha de uma árvore sem a permissão de Deus.Já dizia um velho malino.Por tanto,que a miséricordia de Deus nos dê alguem inteligente,honesto para gerenciar os recursos púlblicos;por que o povo não aguenta tanta gente cassada sem escrupúlos e sem vergonhana administração municipalde Marabá.

  4. menino_100nocao

    26 de janeiro de 2011 - 16:49 - 16:49
    Reply

    Marcos Lacerda
    Acredito que isso nao passe de mais uma jogada da oposição, vendo que emfim o governo do Maurino Magalhaes estava entrando no eixos.
    No entanto espero que ele reinvista ao cargo o quanto antes pois vai ser uma trabalheira volta todo mundo que o Jão salame mandou embnora aos devidos cargos, e como sempre so quem sofre é a população.

  5. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 14:00 - 14:00
    Reply

    Conclamo aos filhos de Marabá que ajoelhem-se e roguem a Deus,que não nos deixe sair das mãos de um desonesto para as de outro. Somente ELE com a sua Oniciência sabe o que está por trás dos bastidores.
    Será, Meu DEUS, que nesse cenário político não se salve nenhum?
    Joãozinho, assume Marabá, honra seus pais, pessoas íntegras, mostre para todos que se pode conduzir um município com honestidade, coleque em prática o que eles lhe ensinaram. Seja corajoso!

  6. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 13:31 - 13:31
    Reply

    Tomara que tudo isso esteja dentro da lei, se deve, tem que pagar.

  7. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 12:43 - 12:43
    Reply

    Como marabaense e professora, fico assistindo a construção da hitória de um muncicípio cheio de riquezas e falácias extremas.Aqui, adotamos como filhos diversas pessoas de diferentes naturalidades, que perplexos ouviam um discurso que partia do nada para coisa nenhuma do ex prefeito Maurino Magalhães.Agora nesta nova página de nossa história teremos um médico, ex prefeito cassado que ficou anos no anonimato para sugir como a fênix.Espero que pelo bem da geração que hoje se encontra nas escolas do ensino funedamental, este fato histórico possa trazer benefícios para todos.

  8. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 12:12 - 12:12
    Reply

    Quanta hipocrisia nesse mundo de Meu Deus!
    Falar em Caixa 2, enquanto não se aprova a reforma eleitoral, com a adoção do financiamento público das campanhas eleitorais, é pura encenação e demagogia barata.
    O Nagib está interinamente como Prefeito. Pagou pelos eventuais erros e teve humildade para retornar à cena política como Vereador, coisa que muitos políticos não seriam capazes de fazer.
    Deve ter aprendido com os erros do passado e certamente não irá reincidir nos mesmos.
    Afinal, a história só se repete como farsa. Não é o caso.

  9. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 03:09 - 3:09
    Reply

    Hiroshibogea poderia confirmar se o Gilsim Silva assume a cadeira da elka provisoriamente?

  10. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 01:20 - 1:20
    Reply

    Caracas…depois de vários anos o Nagib é prefeito. Êita mundo aberto sem porteira.
    Não sei o q é pior. Imaginem os acordos dos partidores. E aí João como vc fica nessa?

  11. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 01:02 - 1:02
    Reply

    Eu não sei o q é pior: Sai um prefeito cassado e entra um ex-prefeito cassado…essa é a nossa Marabá.

    e agora, José?

  12. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 00:40 - 0:40
    Reply

    Pobre Maraba que quando se pensa estar grande,descobre-se que devido a politicagens na verdade esta pequena.
    Marabaenses pensem grande e vamos nos livrar destes politiqueiros que na verdade so se locupletam e podemos citar como exemplo um ex prefeito que de moveleiro falido virou um dos homens mais ricos de Maraba apos 10 anos de mandato.

  13. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 00:08 - 0:08
    Reply

    Em clima tenso, depois de esperar por mais de uma hora e meia, os servidores ouviram que o governo não vai cumprir a lei, alegando o descumprimento da lei eleitoral e de responsabilidade fiscal. Em troca, a secretária da SEAD apresentou formalmente a disposição do governo de construir em 180 dias uma nova proposta de Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) para o Detran.

    Falando em nome da categoria, o presidente do Sindetran, Elias Monteiro, criticou a decisão do governo lembrando que a lei surgiu de uma ampla discussão da categoria com o Detran, deputados estaduais e o Governo anterior.

    Negou que se trata de um benefício gratuito do Governo Ana Julia, pois foi preciso realizar duas greves para que o Executivo desse andamento a lei aprovada. Debatida no conjunto da categoria e com o governo, a lei obteve inclusive parecer favorável da Procuradoria Geral do Estado (PGE), mesmo Órgão que agora, estranhamente, questiona sua legalidade. O texto acabou aprovado por unanimidade na Alepa, com aprovações nas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ)- onde atuaram como presidente e relator, respectivamente, os deputados Bosco Gabriel (PSDB) e Parsifal Pontes (PMDB) e de Orçamento e Finanças, com a presidência de Simone Morgado (PMDB) e relatoria de Bira Barbosa (PSDB). É claro o desrespeito do Governo com o Poder Legislativo!

    O sindicato garantiu que usará de todos os meios jurídicos e políticos para a implementação da lei. “Trata-se de um discurso hollywoodiano do Governo que coloca uma faca na cabeça dos servidores do Detran”, criticou Monteiro. Quanto ao PCCR, o sindicalista lembrou que a categoria discute o assunto há quase quatro anos e que existe uma minuta de PCCR pronta para ser discutida e aprovada. “Se o governo quer aprovar o PCCR ótimo, mas não vamos aceitar como moeda de troca para abrir mão do cumprimento da lei. Além disso, tem que revogar o decreto que barra direitos dos servidores e dizer que tipo de mágica vai fazer para equilibrar as contas e implementar melhorias salariais ao mesmo tempo, em apenas 180 dias como propõe agora”, ironiza a vice-presidente do Sindetran, Arieth Costa.

    Diante dos acontecimentos, a diretoria do Sindicato decidiu que vai defender a entrada da categoria em estado de greve na Assembléia Geral que acontece às 8 h, em frente a sede da Autarquia, nesta quarta-feira, 26. O Sindetran estuda ainda que tipo de medida judicial poderá tomar, caso o governo insista em descumprir a Lei 7474/2010, que instituiu a reestruturação do Detran.

    Após a Assembléia, a diretoria do Sindetran participará de uma reunião, no final da manhã, com a Intersindical que deve contar com representantes do Sintepp e Sindfisco, categorias que também se consideram diretamente atingidas pelo decreto governamental de 19 de janeiro. Decreto este que é claramente inconstitucional, já que não tem atribuições jurídicas para revogar leis vigentes. “O desrespeito do governo com essas categorias é flagrante e precisa ter uma resposta. Os servidores do Detran estão prontos para a luta”, finaliza o diretor, Maurício Facundo.

    Lacênio Barbosa
    Dir. Comunicação
    Sindetran/Pa”

  14. RONALDO VIEIRA

    25 de janeiro de 2011 - 23:35 - 23:35
    Reply

    Cai a última folha da árvore, e como diz o próprio Maurino foi com a permissão de Deus, esperamos que nesse fole medonho cavalos não seja não sejam nutridos a base de maçãs e que a sensatez e imparcialidade que acreditamos que a Justiça ainda tenha, dê logo uma decisão definitiva sobre a gestão do executivo, para penalizar o povo, que são os responsáveis por isso tudo mais não merece tudo isto.

  15. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 20:34 - 20:34
    Reply

    …Vixi Maria!!!, Marabá vai virar um verdadeiro samba do "crioulo doido", a partir de agora vai ser um tal de ata-desata que só fará mal ao povo…eu aqui do Nordeste paraense acompanharei, com pesar, essa situação deprimente da política marabaense.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *