Hiroshi Bogéa On line
Post de 

5 Comentários

  1. Anônimo

    21 de fevereiro de 2012 - 19:38 - 19:38
    Reply

    anonimo!! muito bom!!!!! mas os vereadores só deixão para trabalhar no ano letivo. Será porque. que venhão as eleições

  2. Anonymous

    10 de março de 2010 - 23:01 - 23:01
    Reply

    A Câmara municipal precisa prestar contas ao povo o que anda fazendo com o dinheiro público e não é o q vemos.

    Acredito q a maioria dos vereadores q estão lá será de um mandato só. Infelizmente ainda tem muita gente em Marabá q troca votos por óculos de grau, por cesta básica, por (pasmem) 10 reais.

    Conheço gente q se vendeu por 10 reais. O valor não importa tanto, mas ele nos mostra o qto o povo marabaense se sente tão desvalorizado no mercado eleitoreiro.

    Essa vergonha se repete todo ano de eleição.

  3. Anonymous

    10 de março de 2010 - 12:49 - 12:49
    Reply

    Diante da inércia histórica dos vereadores de Marabá, que nunca demonstraram respeito, nem com seus eleitores, expondo na mídia o que fazem de seu mandato, a iniciativa da vereadora Irismar é mesmo digna de aplauso. É uma surpreendente prova de que existe fruta boa entre as podres.

  4. Pr.Plínio Pinheiro Neto

    10 de março de 2010 - 01:53 - 1:53
    Reply

    Que bom que a Vereadora Irismar Sampaio, serva do Senhor, resolveu colocar sua atividade política à disposição de todos na internet. Tal exemplo deve ser seguido pelos agentes políticos, sem exceções, principalmente, pelos cristãos. Parabenizo-a por esta iniciativa e espero que haja seguidores.
    Tenho me preocupado muito com os acontecimentos envolvendo políticos que dizem servir a DEUS, alguns, até ocupando cargos de direção em igrejas e entristeço-me bastante ao ver a televisão divulgando vídeos comprobatórios destas condutas distorcidas e lamentáveis. Servir a DEUS é algo muito sério e constitui-se no compromisso mais firme e decidido que o ser humano pode firmar. Aliás, a política sempre foi um campo estéril para os cristãos verdadeiros e poucos conseguiram e conseguem sair incólumes desta prática. Na verdade, o chamado que recebemos de JESUS foi para alcançarmos almas para o Reino do SENHOR e para levarmos a Sua Palavra a quantos possamos alcançar e isso, só os chamados poderão fazer. Se trocarmos o púlpito pelo palanque, quem levará a Palavra de DEUS a toda a gente? A política só será diferente quando os políticos conhecerem a Verdade, pois só ela pode transformar os homens e isso só acontecerá se os chamados cumprirem o seu papel. Imagino se Paulo tivesse aceitado um convite de Roma para ser Senador. Caso isso tivesse ocorrido, nós não conheceríamos JESUS, pois foi Paulo que levou o Seu nome a todo o mundo conhecido àquela época.
    A história nos conta que no ano 62 antes de Cristo, foi levantada uma suspeita sobre a conduta de Pompéia, mulher do imperador romano Júlio César e este a repudiou. Ao ser interpelado porque o fizera, já que nada ficara provado, ele disse: “à mulher de César não basta parecer honesta, ela tem de ser honesta”. Não apenas o mundo nos alerta quanto a não vivermos de aparência, a Palavra de DEUS, exige que sejamos transparentes e retos em nosso agir. A parábola da figueira estéril é um magnífico exemplo (Mt 21.18,19), pois se tinha bela folhagem, fatalmente devia ter frutos, já que a figueira apresenta primeiro os pequeninos frutos na ponta dos galhos e só depois nasce a folhagem. JESUS no evangelho de Mateus nos fala: “seja, porém, a tua palavra: sim, sim; não, não. O que disso passar, vem do maligno” (Mt 5.37) e no livro de Apocalipse é dito à igreja de Laodicéia e a nos também: “conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te de minha boca” (Ap 3.15,16). O meio termo não agrada a DEUS, ou somos o que ELE quer que sejamos e somos DELE, ou não somos e não temos comunhão com ELE.
    Outro perigo muito grande para o servo do SENHOR quando está no exercício de um cargo público, é a tentação de se aproveitar das coisas públicas ou de permitir que os seus subordinados o façam. DEUS é muito duro quanto a isso e nos é dito em Habacuque: “Ai daquele que acumula o que não é seu” (Hc 2.6b) e mais: “Ai daquele que ajunta em sua casa bens mal adquiridos” (Hc 2.9ª) e ainda: “Porque a pedra clamará da parede e a trave lhe responderá do madeiramento” (Hc 2.11). DEUS está dizendo pelo seu profeta, que a própria casa cairá sobre os que se aproveitam do que não é seu. Através do profeta Jeremias o SENHOR também admoesta os seus servos quanto a retidão: “Como a perdiz que choca ovos que não pos, assim é aquele que ajunta riquezas, mas não retamente; no meio de seus dias as deixará, e no seu fim será insensato” (Jr 17.11).
    Como se pode ver, o compromisso é muito sério e rompê-lo custa muito caro. Às vezes o agir de DEUS demora, mas um dia vem. Por onde quer que andemos, estejamos fazendo o que quer que seja sempre devemos ser o “sal da terra e a luz do mundo”.Se estamos na política, sejamos cristalinos e intemeratos. (Pr. Plínio Pinheiro Neto)

  5. Anonymous

    8 de março de 2010 - 16:00 - 16:00
    Reply

    até que enfim, alguém do legislativo marabaense tem a decencia de prestar contas ao povo do que foi eleito pra fazer. perabens a vereadora.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *