Hiroshi Bogéa On line

Na proa, inventando ventos

Na proa, de frente pro vento, espumarada de água fria do Tocantins batendo respingos na  cara.

quem anda na proa, sabe o quanto isto é gozo.

Arrebentação, não se vê.

Apenas a onda mansa rasgada no inicio da quilha do barco, fazendo “bigode” d´água.

Mansa onda de proa empurrando água.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    4 de setembro de 2010 - 12:32 - 12:32
    Reply

    As embarcações,assim como todas as estruturas funcionais,funcionam em conjunto,e os barcos tocantinos em especial,tem a sua parte mais importante,na pôpa,sim O COMANDO DAS EMBARCAÇÕES,FICA NA PÔPA,portanto,quem dirige,está na pôpa.Obrigado.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *