"Na mão do povo"

Publicado em 3 de setembro de 2008

Faltando 30 dias para a eleição, Maurino Magalhães (PR), candidato a prefeito de Marabá, já sabe que perdeu a liderança em todas as pesquisas de intenção de voto realizadas nos últimos dez dias. Sustentou-se, como favorito, enquanto não iniciava o horário eleitoral gratuito.

Ladeira abaixo, o candidato que se diz “enviado de Deus” partiu para o ‘tapetão’. Numa primeira ação, solicitou a proibição da presença do prefeito Sebastião Miranda (PTB) nos programas de Rádio e TV pedindo votos para João Salame (PPS). O juízo considerou improcedente o pleito do evangélico.

Na segunda investida, quer agora que a Justiça Eleitoral casse o registro da candidatura de Salame, alegando abuso do poder econômico.