Hiroshi Bogéa On line

Na corda bamba

O único ponto divergente para aprovação  do projeto de lei que altera o Estatuto do Simplersimples é a inclusão de 14 categorias profissionais no rol de atividades que poderão aderir ao regime diferenciado de tributação para micro e pequenas empresas. A Por essa razão, corre risco a aprovação do Projeto de Lei Complementar 128/08 no plenário do Senado, na quarta-feira (3) da próxima semana.

A resistência é do governo.

Com a alteração do Estatuto do Supersimples, cria-se a figura do microempreendedor individual, para beneficiar trabalhadores informais com faturamento até R$ 36 mil por ano e que mantêm no máximo um empregado.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *