Hiroshi Bogéa On line

Na corda bamba

Comentarista de Parauapebas garante que nesta semana chegante o procurador-geral do município, será interpelado pela OAB local.

A bronca refere-se a posição anti-ética de Hernandes Margalho de manter um escritório particular de advocacia cuidando de ações de interesse da prefeitura. “Como no futebol, ele cruza e corre para cabecear”, diz.

Comentário prevê, inclusive, a partir do mês de maio, explosão de escândalosde proporções nacionais envolvendo o procurador -, inclusive com participação da OAB nacional”.

A conferir.

Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    10 de abril de 2008 - 23:14 - 23:14
    Reply

    Hernandes Margalho, Haroldo Júnior (OAB/Marabá) e Jackson Souza (OAB/Parauapebas) são farinha do mesmo saco.
    Acorda, Darci!

  2. William Bayerl

    7 de abril de 2008 - 03:05 - 3:05
    Reply

    Passa o tempo, alternam-se os governos, mas os diplomados metidos à besta ainda surgem por aqui!!!

    Uma tristeza só…

  3. Anonymous

    6 de abril de 2008 - 23:34 - 23:34
    Reply

    O Procurador Hernandes Margalho, Parauapebas, tem a cada momento sua capacidade técnica questionada.

    Parece que mais uma vez ele assessorou muito mal o prefeito Darci. Este parece que perdeu data para agradar servidores com aumento salarial. Embora o código eleitoral permita recomposição do poder aquisitivo, tudo tem que ser muito bem efetivado, pois caso contrário pode perder o registro da candidatura ou o diploma, caso eleito.

    Na verdade o Dr. Hernandes margalho só quer saber de “grana” o resto que se exploda, inclusive a reeleição do próprio Darci.

    Sai desse “embuste” DARCI, exonera o procurador ou ele ainda te arrebenta!

  4. Anonymous

    6 de abril de 2008 - 13:45 - 13:45
    Reply

    A OAB local é presidida por Dr. Jackson, este dificilmente faria alguma coisa contra Hernandes Margalho, afinal bebem na mesma fonte.

    Hernandes Margalho é uma daquelas pessoas que empobrecem qualquer corporação, inclusive a OAB. Desconhece os mais elementares princípios éticos. É um novo rico, claro, sem causa aparente e lícita.

    Darci, nesta campanha, vai ter que explicar o enriquecimento dos seus mais próximos colaboradores, entre os quais o Dr.Hernandes Margalho, principal causa do desgoverno que se vê em Parauapebas.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *