Hiroshi Bogéa On line

Mulher de Helder Barbalho escapa de assalto

 

 

Daniela Barbalho, esposa do prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho, foi vítima de tentativa de assalto, em Belém, no início da noite de domingo, escapando da morte por utilizar um carro blindado, conforme narra em seu mural, do Face.

 

Daniela Barbalho

Nasci em Belem, fui criada no umarizal, nunca fui demagoga ao dizer que amo o Para. Mas, esta insustentavel viver sem o minimo de seguranca, pois agora 18:30hs sofri uma tentativa de assalto armado, rua Antonio barreto, estou viva porque meu carro e blindado. Mas e se nao fosse?! Eu nao estaria aqui, estaria morta ou baleada. Quero um Para de todos e para todos. Quero sair sabendo que vou voltar, que a minna familia, meus filhos terao protecao….chega de propaganda….a policia tem que ser valorizada o seu efetivo aumentado proporcional a populacao e com os devidos instrumentos de trabalho. Quero e exijo os direitos fundamentais garantidos constitucionalmente a mim e a qualquer cidadao.

 

Nota do blog: a postagem de Daniela, por volta de 2 horas desta madrugada, já acumulava 142 comentários.

Post de 

20 Comentários

  1. maria

    30 de agosto de 2012 - 18:04 - 18:04
    Reply

    a violencia esta em todo lugar,é precisa existir leis mais rigorosa em nosso país,mudando o estatuto do menor e adolscente pode ser uma boa ideia,
    por que agora a maioria dos assaltos são praticados por menores,pois eles estão cientes que não irão para a cadeia,se com 16 anos pode votar,então pode
    assumir seus atos criminosos.
    E quanto ao Senhor Mané,quero lhe dizer que a maioria do Pará votou NÃO
    a divisão do Estado,divi-lo não resolveria os problemas do Pará ,eu votei e voto NÃAO!!!!!

  2. Anônimo

    15 de fevereiro de 2012 - 09:25 - 9:25
    Reply

    O engraçado aqui é que por se tratar da mulher de um político a pessoa “perde os seus direitos”, sinceramente o Pará não vai para frente devido a cabeça pequena se vcs. Ser a Sra. Barbalho, a Sra. Empresária ou a dona Raimundinha não tem diferença, a não ser no caso de as duas primeiras provavelmente andarem em carros blindados, mas isso não tira delAs o direito de desabafo, de crítica, de trabalho, de busca pelo que elas acham que sao direitos seus e estes estão garantidos na Cf. Então, parem de ser preconceituosos, e ao invés de vir desabonar a imagem da Sra., que provavelmente ninguém conhece aqui, peguem para o que serve a história, cobrar do governo um investimento maior na segurança pública, chega de balela, chega de culpar aquele ou aqueles, ta na hora de fazer, nossa população esta sofrendo, nós estamos sofrendo, não sabemos qnd seremos os sorteados pela criminalidade que corre solta no Estado todo e principalmente na RMB e no umarizal – antigo bairro do governador.

  3. Paulo da Graça

    15 de fevereiro de 2012 - 08:16 - 8:16
    Reply

    Nasci em Ananindeua, fui criado no Maguari, nunca fui demagogo ao dizer que amo o meu município. Mas, está insustentável viver sem o mínimo de decência, pois agora 15:30 hs vi um pobre senhor de 75 anos, o marceneiro Victor Ramos, cair num bueiro aqui na Transcoqueiro. Ele não está mais aqui entre nós, porque simplesmente morreu, ainda foi atendido no Hospital Metropolitano, mas não resistiu o pobre homem. Quero Ananindeua de todos e para todos. Quero sair sabendo que vou voltar, que a minha família, meus filhos terão calçadas para andar e não cair em um bueiro aberto por descaso da Prefeitura….chega de propaganda….a Secretaria de Saneamento tem que ser valorizada o seu efetivo aumentado proporcional a população e com os devidos instrumentos de trabalho, além de material para execução dos serviços. Quero e exijo os direitos fundamentais garantidos constitucionalmente a mim e a qualquer cidadão.

    • Norma Carey

      12 de setembro de 2014 - 02:34 - 2:34
      Reply

      Parabenizo pela sua resposta muito bem dada. Não sei quem assaltou a dondoca, mas, sem querer, mostrou à ela a realidade do povão, que anda de ônibus ou a pé e morre, todos os dias, de modo estúpido, assaltado, acidentado ou doente, porque os POLITICOS não cumprem com o seu papel.

  4. Nilson Vieira

    14 de fevereiro de 2012 - 09:38 - 9:38
    Reply

    Lermbrei-me de uma antiga música do Chico Buarque, escrita sob o pseudônimo de Julinho da Adelaide, para escapar da censura: Chame o Ladrão, chame o ladrão !!!!!! Ou chame o seu sogro, se assim melhor lhe apetece !!!!

    Saudações tapajônicas,

    Nilson Vieira

  5. Anônimo

    14 de fevereiro de 2012 - 08:55 - 8:55
    Reply

    Pois é e quantos morrerão por não terem carros blindados, luxo para poucos, e o minimo seria termos segurança… mais fazer o que se o propria familia dá o péssimo exemplo.

    com certeza o larapio faz parte da trupe que votou na corja e não foi beneficiado.

  6. Anônimo

    13 de fevereiro de 2012 - 16:55 - 16:55
    Reply

    … até compreendo esse reconhecimento público dessa nobre senhora de que algo precisa ser feito. Diante das trajédias os humanos ficam tão mais humanos do que quando estão fardados para a esbornea.

    Não é apenas essa senhora. Mas com todos nós humanos que vivenciamos o aprendizado no medo e na dor (o famoso quando corta na própria carne a dor é outra sabe!)

    É lamentável, mas considerando que a mesma pode sim dialogar internamente na sua poderosa família sobre a segurança pública do Pará.. das cinzas surge fogo. Torço pela recuperação dessa senhora e também pela recuepração dos culpados (afinal para coemçar a melhorar a segurança pública precisamos de um sistema prisional eficiente que ao menos tenha uma esperança de recuperação dos criminosos…)
    Respeito quem defende outras teorias, mas eu não começaria o pelotão de fuzilamento por quem assalta carros blidados… há gente pior no mundo… e como há

  7. Antonio Carlos Pereira

    13 de fevereiro de 2012 - 15:54 - 15:54
    Reply

    Coitadinha dela, não ? Diz não ser demagoga porém não arreda pé da esbórnia patrocinada pelo dinheiro público junto com a família Barbalho. Em 13.02.12, Marabá-PA.

  8. João Costa

    13 de fevereiro de 2012 - 15:53 - 15:53
    Reply

    Hiroshy,
    A Segurança pública, está um caos, a região metropolitana, virou um faroeste. Como Sempre, tem muita propaganda e pouca ação, só que dessa vez , graças a Deus, temos os Blogs e outras midias sociais. rapaz, se no bairro do umarizal, que é centro de Belem, a situação, está assim, imaginem, os bairros perifericos e o Interior do Estado. Enquanto isso, Jatene e seu Secretario da Insegurança Pública, dizem que está tudo bem.

  9. Eleitor

    13 de fevereiro de 2012 - 15:01 - 15:01
    Reply

    Seria cômico, se não fosse trágico

    O cômico está no fato de que aconteceu com a nora do ex-governador, ex-deputado federal e atualmente senador pelo Estado do Pará, que durante todo esse tempo com mandatos em mãos poderia te feito algo pela segurança pública.

    O trágico é que poderia acontecer com qualquer um de nós… Com a diferença que qualquer um de nós não tendo um blindado, seria mais um número nas estatísticas.

    Mas ela fique tranquila, que sendo o sogro senador e o marido prefeito, o ou os elementos que cometeram esse erro não terão chance de cometê-lo novamente.

    Fim de carreira pra eles e votos a menos para a família.

  10. Eleitor

    13 de fevereiro de 2012 - 14:40 - 14:40
    Reply

    Senhora, é só não votar no Jader e sua família.

  11. Raimundão

    13 de fevereiro de 2012 - 13:39 - 13:39
    Reply

    Se ela se sente desprotegida, imagina nós, simples mortais.

  12. mané

    13 de fevereiro de 2012 - 11:09 - 11:09
    Reply

    Vem morar aqui no sul/sudeste do Pará. É uma maravilha. Seus direitos constitucionais estão sendo negados pelo governo. Os nossos foram negados pela população de Belém. Viva o Parazão. Fora “forasteiros”.

  13. Paulo Eduardo O. Leite

    13 de fevereiro de 2012 - 10:41 - 10:41
    Reply

    Concordo com o Hudson Jr. Se ela, que tem a quem reclamar, está tendo esse tipo de problema, imagine a população!!!

  14. Clementina de jesus

    13 de fevereiro de 2012 - 09:42 - 9:42
    Reply

    Será que o marido mexeu na sua bolsa sem permissão, ou foi o sogro!

  15. anonimo

    13 de fevereiro de 2012 - 09:17 - 9:17
    Reply

    Hiroshi aqui podia ter opção curtir comentário.

    • Hiroshi Bogéa

      13 de fevereiro de 2012 - 10:54 - 10:54
      Reply

      Anônimo 9:17. Boa ideia! Seria de dez, mas infelizmente a plataforma não disponibiliza essa ferramenta.

  16. Hudson Jr

    13 de fevereiro de 2012 - 08:49 - 8:49
    Reply

    Então que tal ela começar a reclamar diretamente pro Marido dela ou pro SOGRO? Pois eles são os que mais podem fazer alguma coisa. Quer dizer, já fizeram né, deram um carro blindado para ela andar.

    Agora pra população, o SOGRO também já “fez”, que diga a SUDAM ou a transferência de patrimônio da RBA para a RADIO CLUBE.

    Bem a lista é intensa. Ela como participante da família, com esse desabafo chega a ser demagogia.

  17. Alan Souza

    13 de fevereiro de 2012 - 08:19 - 8:19
    Reply

    Ela podia conversar sobre isso com o sogro dela, que apoiou o Jatene na eleição, por estar “magoado” com a Ana Júlia…

  18. anônimo

    13 de fevereiro de 2012 - 07:32 - 7:32
    Reply

    Srª Daniela Barbalho,
    Lí, seu desabafo, lamento muito, graças a Deus, vc tem condições de usar um veiculo blindado,senão, como narras, teria tido um final trágico. Agora,aproveitando esse fato, as montadoras de veiculos”fábricas” aqui no Brasil, ganham muito dinheiro. Portanto, sugiro, que peça aos seus sogros e primo, Sen. Jader Barbalho, Dep. Elcione Barbalho e Dep. José Priante Barbalho, que apresentem no Congresso Nacional, um projeto de lei obrigando as montadoras venderem os veiculos já blindados. Isso lógico,subsidiado pelo Gov. Federal. Quem sabe, essa é a solução!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *