Mulher coragem

Publicado em 6 de março de 2008

Quando terminou seu depoimento no Ministério Público Estadual, em Belém, confirmando todas as declarações prestadas à Polícia Civil, Maria Odinéia Rodrigues Farias falou ao telefone com a titular da Delegacia da Mulher de Marabá, Claudia Ely Seixas Oliveira, contando que não recuara um milímetro de sua decisão de descrever somente a verdade.

Tão logo tomaram conhecimento da posição firme de Odinéia, militantes de movimentos femininos de Marabá trocaram figurinhas no sentido de homenageá-la na semana comemorativa ao Dia internacional da Mulher.

Contra-ataque
A Adepol (Associação dos Delegados de Polícia do Pará) está ajuizando uma série de ações Cível e Criminal contra José Furtado, em resposta a estratégia do promotor de processar os delegados de Marabá envolvidos na operação de busca e apreensão ocorrida na residência de Furtado.
A Adepol garante que não deixará pedra sobre pedra.

Sem privilégios
Em Belém, a superintendente de Policia do Sudeste, Silvia Mara, durante reunião com o Delegado do Interior, Miguel Cunha, ouviu dele estímulo para não temer nenhum tipo de pressão nas investigações em curso. “A senhora jamais receberá um telefonema gerado de meu gabinete, no sentido de livrar a cara daqueles que ousam transgredir a lei. Pode ser promotor, juiz, delegado, prefeito, vereador… Faça o seu trabalho com dignidade”.