Hiroshi Bogéa On line

Motoristas provisionados

Ao post Morte no Volante, João Carlos Rodrigues faz pertinentes questionamentos num comentário de boa lavra:

Entre tantos motivos que levam a esses números impressionantes, é preciso fazer um questionamento sobre a qualidade dos motoristas que vem sendo “colocados” nas ruas pelos Centros de Formação de Condutores, com as bênçãos do Detran.Não sei se minha leitura está errada, mas tenho a nítida impressão que, depois do novo Código Brasileiro de Trânsito, com a nova formatação dada aos cursos de formação dos motoristas, o caos aumentou. Não só em Marabá, mas na esmagadora maioria das cidades da região.
E é preciso perguntar: os chamados CFC estão de fato qualificando nossos candidatos a motorista ou aquilo que foi feito para melhorar o treinamento destes, como o aumento de horas teóricas e práticas, só existe mesmo no papel?
Pode ser que eu esteja enganado, mas muitos daqueles que estão sendo ‘habilitados’ nos últimos anos pelo Detran, depois de passar por esses Centros de Formação de Condutores, não tem a menor condição de dirigir pelas ruas da cidade. E estamos todos correndo um grande perigo.
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *