Hiroshi Bogéa On line

Moto-madeireira

A carvoaria Lacy, de Rondon do Pará, foi autorizada pela Justiça de reabrir a comercialização de produtos florestais. Diante da decisão, o Ministério Público Federal (MPF) recorreu, alegando que a autorização judicial foi conseguida “com base em argumentos mentirosos”. Garante o MPF que “nas guias de transporte de madeira apresentadas pela empresa os veículos citados são motonetas e carros de passeio”.

Quais os veículos?

Uma moto modelo Honda Biz, capaz de transportar 40 metros cúbicos de carvão, quando esta carga só poder ser conduzida por um caminhão.

E um Fiat 147, responsável pelo carregamento de 200 metros cúbicos de carvão, cujo total é somente suportável em cinco caminhões.

Post de 

1 Comentário

  1. Observador

    21 de agosto de 2009 - 13:45 - 13:45
    Reply

    Meu caro, primeiro desculpa pelo espaço em que estou colocando este comentario, mas acho que foi o mais proximo do que quero comentar, Hiroshi, você não acha estranho que um Diretor da SEMA receba 3 e 1/2 apenas para ir á Brasilia entregar documentos, minhas duvidas são:

    Será que têm que ir á Brasilia entregar documento, os correios n~]ao poderiam fazer esse serviço bem mais barato, aliais, muito mais barato?

    Ainda que não pudesse ser enviado pelo correios, teria que ser um diretor pra levar, não teria outra coisa mais importante neste Estado para ser feito por um diretor desse orgão, para que ele esteja livre pra servir de estafeta?

    Ainda que somente esse diretor, pudesse fazer essa grande missão, teria que ser 3 e 1/2 de permanência?

    fico aqui eu pensando, que importância tem esses documentos para a preservação da
    amazônia?

    PORTARIA Nº. 2.088/2009-GAB/SEMA DE 20/08/2009
    ASSUNTO: AUTORIZAR VIAGEM E CONCEDER DIÁRIAS
    NOME E MATRÍCULA DO SERVIDOR:
    – GETULIO BICUDO LEME – 57217451/1
    CARGO/FUNÇÃO: DIRETOR
    LOCAL: BRASILIA/DF.
    PERÍODO: 19/08 A 22/08/2009
    QUANT. DE DIÁRIAS: 03 E ½ (TRÊS E MEIA)
    OBJETIVO: LEVAR DOCUMENTAÇÃO QUE SOLICITA LIBERAÇÃO DE SENHA, NO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *