Hiroshi Bogéa On line

Morreu ou não morreu?

Não sei se li, e não entendi. Ou o texto está mesmo confuso e a matéria, depois de editada, é uma daquelas à perfeição para desinformar.

Ou tudo misturado virou o samba-do-crioulo doido.

O barato está na edição desta quinta-feira, 4, do jornal Opinião, de Marabá.

Manchete do Caderno 2 do jornal: “Bebê indígena morre de gripe suína”.

No texto de sete parágrafos, dá pra ler com muita visibilidade a desinformação completa.

E barrigada.

Tudo ao mesmo tempo!

Começa assim:

“Técnicos da Funasa com o apoio coordenador técnico da Funai na aldeia Trocará, Bruno Henrique, já estão na reserva de Tucuruí, onde foi confirmada a primeira morte por Gripe Suína. Eles tentam traçar um diagnóstico da situação na aldeia onde outros seis índios estariam com a suspeita da Gripe A-HIN1″.

No final do terceiro parágrafo, ratificação da morte do bebê:

(…) “A vítima é um bebê de seis meses”.

No quarto parágrafo, como num truque de iluminismo, a criança já não está morta.

“A ernia asuriní mora na aldeia Trocará, que fica no município de Tucuruí. A Funasa informou que uma equipe intensificará a vigilância na aldeia e que a vacinação de bloqueio do vírus deve começar no dia 15 de março. O bebê foi levado para um hospital de Belém”.

No quinto parágrafo, o redator do texto, Edmar Brito, reforça a situação da criança “vivinha da silva”:

“De acordo com as informações dos médicos do hospital e da equipe de saúde indígena da Funasa, a criança foi medicada e deve ficar em observação por tempo indeterminado”.

Os leitores do Opinião, coitados, devem estar até agora confusos, sem saber se o bebê indígena morreu ou não de gripe suína.

Nota do Blog: as frases negritadas são nossas.

Post de 

3 Comentários

  1. Anonymous

    5 de março de 2010 - 23:45 - 23:45
    Reply

    O OPINIÃO é uma "EME" realmente,mas o "outro" não fica atrás, aqui prá nós; a potencia em que nosso município se transformou,e não possuir um jornal que se gaste mais de cinco minutos prá ler(tô falando de quem sabe ler,não de quem soletra letra por letra),como diria aquele grande jornalista que odeia gari; É UMA VERGONHA.!!

  2. Anonymous

    5 de março de 2010 - 23:11 - 23:11
    Reply

    Começaram a matéria de trás pra frente. Em certo momento, já pelo fim do meio, voltaram pra o começo. Em seguida voltaram pra o fim novamente, depois foram pelo meio…

    Isso é coisa com coisa… mas se o jornal pode, por que eu não posso?

  3. Anonymous

    5 de março de 2010 - 20:00 - 20:00
    Reply

    Esse tipo de notícia partindo de um veículo de comunicação que pertence a um candidato a reeleição é normal. Depois ele vai para os palanques passar a fórmula para solucionar os "problemas".

    É lamentável que cheguem tão baixo, criando o caos pra deixar a população em polvorosa.

    Mas isso não é um privilégio desse veículo de comunicação. Todos eles fazem isso em vésperas de eleição.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *