Morre empresário Leonildo Rocha – o Léo da Leolar.

Publicado em 3 de julho de 2013

 

 

 

530494_577936492222753_285936505_nSão 05h16, de quarta-feira, 3.

O blog lamenta redigir este post para anunciar a morte do empresário Leonildo Rocha – o Léo da Leolar, diretor-presidente do maior conglomerado  de lojas magazine do interior do Estado do Pará.

A morte ocorreu em um hospital de Brasília, onde Léo encontrava-se internado lutando contra diversas complicações.

Oficialmente, a equipe médica que atendia Leonildo não liberou ainda nota explicando a causa mortis.

O estado de saúde de Léo, nas últimas horas, havia se agravado, obrigando  os médicos a o considerarem como irreversível.

O blog estará atualizando este post, durante todo dia, para, inclusive, divulgar o local e hora do enterro do empresário, que deixa erguido, em solo paraense,  uma das mais belas  obras empresariais, geradora de emprego e renda para milhares de famílias – inclusive o Shopping Pátio Marabá  -, originário da persistência, criatividade, determinação, e  visão empreendedora de Leonildo Rocha.

—————

Atualização às 06:15

Aos 56 anos, Léo morreu por volta de 2 horas desta madrugada.

Ao contrário do que está postado acima, ele faleceu no Hospital Sírio-Libanês (São Paulo), para onde foi levado, semana passada, depois de se sentir mal em sua residência, na capital federal.

O corpo será trasladado para Marabá esta noite, com horário de chegada previsto para meia-noite, sendo conduzido à Catedral, na Velha Marabá.

Enterro confirmado para as 15 horas desta quinta-feira, 4.

—————-

Atualização às 07:25

 

A enfermidade de Leonildo foi tratada pela família sob muito sigilo, até o surgimento de uma pneumonia de extrema gravidade que lhe acometeu, no final do ano passado, suscitando uma série de boataria, dando conta da morte de Léo.

Notas seguidas do blog, àquela época, geradas a partir de informações de familiares do empresário, colocaram um ponto final na boataria. (Aqui,   Aqui,    Aqui,   )

Apesar das informações desencontradas, o empresário lutava para vencer uma leucemia, que vem a ser um grupo de cânceres que afetam as células brancas do sangue.

A leucemia se desenvolve na medula óssea, parte do corpo que produz as células sanguíneas, (células vermelhas, células brancas, e plaquetas). Um organismo com leucemia produz exageradamente certos tipos de glóbulos brancos, chamados blastos (células muito jovens), causando infecções, anemia e sangramento excessivo.

Filho de Onildo e Ieda Rocha, o empresário marabaense tem oito irmãos, dois falecidos: Mauricio, Leo, Mirtes, Lieda, Liana, Marta, Munir, e Havana

Leonildo era casado com Shirley Rocha,  com quem teve  três filhos: Andrei, Andressa e André.

Ultimamente, o empresário, embora enfermo, vivia intensamente a chegada da primeira neta – Júlia, filha do casal Andrei/Mariana.

——————-

Atualização às 10:12

 

Em Brasília, onde se encontra desde ontem, o prefeito de Marabá, João Salame, determinou a decretação de três dias de Luto no município.

“Perdemos uma das maiores expressões empresariais da região Norte do país. Léo não era apenas um extraordinário empreendedor: ele dignificava sua vida desenvolvendo ações humanitárias. Nosso povo está muito sentido com a morte dele”, disse há pouco, pelo telefone, o prefeito de Marabá, que cancelará todos os contatos quem vem mantendo em ministérios, na capital federal, para retornar a tempo à cidade,  e participar dos funerais de Leonildo.