Hiroshi Bogéa On line

Missão: informar

Leitores têm reclamado da inconstância na atualização do blog. O poster reconhece essa debilidade e pede desculpas.

Só que há justificativa salutar para esse buraco negro.

Estamos envolvidos num projeto de grande monta para implantação de uma rede de informação estadual.

Há 60 dias trabalhamos intensamente, organizando núcleos em diversos municípios.

Infelizmente (até para criar um pouco de expectativa em torno do projeto),  não podemos detalhar, ainda, qual tipo de mídia está sendo implantada pelo blogger.

Uma coisa é certa: a missão é passar 24 horas informando.

Apenas notícias do Pará.

Parece até que o poster remoçou aos seus 20 anos, empolgadíssimo, envolvido até o talo no empreendimento que contará com muitos profissionais da informação. Preferencialmente, jovens jornalistas recém saídos de faculdades no Estado.

Nada de figurinhas carimbadas.

Quando o projeto for ativado, o blog voltará com carga máxima, até porque contará também com a estrutura em fase de implantação em diversos  municípios.

Tenham paciência, e nos aguardem!

Post de 

6 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    18 de maio de 2010 - 21:30 - 21:30
    Reply

    Oliveira, tenha certeza disso: o projeto é viável e vai empolgar, sim. Espere mais uns dias. Estou respirando isso, dia e noite. Abs

  2. Paulo Oliveira

    18 de maio de 2010 - 12:47 - 12:47
    Reply

    Toda a paciência….
    Desejo sucesso na empreitada que, com certeza, nos deixará também empolgados.

  3. Hiroshi Bogéa

    13 de maio de 2010 - 14:58 - 14:58
    Reply

    11:27, obrigado. Quanto as "figurinhas carimbadas", fiz referência a velha guarda mesmo, com todo o respeito que devemos ter a cada profissional. Mas não tive o intuito de pejorar, com a expressão, quem quer seja. Acho que o projeto nosso pode ser uma grande contribuição aos jovens profissionais da informação em busca de oportunidades. Abs

  4. Hiroshi Bogéa

    13 de maio de 2010 - 14:58 - 14:58
    Reply

    11:27, obrigado. Quanto as "figurinhas carimbadas", fiz referência a velha guarda mesmo, com todo o respeito que devemos ter a cada profissional. Mas não tive o intuito de pejorar, com a expressão, quem quer seja. Acho que o projeto nosso pode ser uma grande contribuição aos jovens profissionais da informação em busca de oportunidades. Abs

  5. Anonymous

    13 de maio de 2010 - 14:27 - 14:27
    Reply

    Te desejo toda a paciência do mundo pra aturar os focas. E pede a eles que leiam e falem direito, pelo menos, como faziam antigamente as, hoje, "figurinhas carimbadas".
    Porque é difícil ouvir frases do tipo "nós vai", "nós faz", "a gente vamos" e outras do gênero.
    Lembre-se, o paraense autêntico fala e escreve bem e todo o resto do Brasil respeita.
    Sucesso na empreitada.

  6. Hiroshi Bogéa

    13 de maio de 2010 - 13:31 - 13:31
    Reply

    Das 10:07, não! Infelizmente estou ausente de Marabá, neste momento em Itaituba. No sábado, passa por lá. Abs

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *