Hiroshi Bogéa On line

Ministério Público agora é comunicado previamente de licitações na Prefeitura de Marabá

 

 

A ordem é para os três grupo de licitações da Prefeitura de Marabá: comunicar previamente ao Ministério Público  a realização de todo pregão do município, conforme determinação de João Salame.

Antes, havia apenas uma comissão de licitação, agora são três, atuando na Educação, Saúde e Secretaria de Obras, todas orientadas a convidar representante do MP para acompanhar os pregões,  obedecendo  modelo de transparência adotado pelo novo governo.

Na SEVOP – Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas –, além de promover frentes de trabalho e dar continuidade a obras paralisadas nos dois últimos governos, Antonio de Pádua, titular do órgão, além de adotar rigor nas exigências licitatórias  para a compra de combustíveis e outras aquisições de bens materiais, também está com sua atenção voltada  para o controle de gastos.

Só para ilustrar como está dando certo sua política de controlar despesas, , no que tange ao consumo de combustível,  este mês de janeiro, o primeiro da administração,  houve economia de 65% em relação ao mesmo período do ano passado, sendo que agora tem 52 equipamentos em mutirão, o que não havia em janeiro de 2012.

Ou seja, havia um grande consumo de combustível, mas não usado em ações do município.

Também de acordo com Pádua, somente uma pessoa na SEVOP está autorizada a fazer compras abaixo do estipulado em licitação – centralização necessária para evitar descontrole e compras supérfluas.

A ordem do titular da SEVOP é não perder prazos nas prestações de conta de convênios, o que permitirá a Prefeitura estar sempre adimplente para novos acordos junto aos governos Estadual e Federal.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *