Ministério da Saúde indica que Pará está em ‘estado de atenção’ para nível de oxigênio

Monitoramento do Ministério da Saúde aponta fornecimento de oxigênio medicinal “preocupante” em seis Estados e em “estado de atenção” em outros sete.

O Estado do Pará está entre aqueles em “estado de atenção, juntamente com Bahia, Minas, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Há risco de falta de oxigênio medicinal no Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amapá, Ceará e Rio Grande do Norte.

O quadro foi relatado por um assessor do Departamento de Logística do MS em reunião com a Procuradoria Geral da República (PGR).