Melechete

Publicado em 12 de dezembro de 2007

Raimundo Benigno, aquele presidente do Sindicato dos Garimpeiros de Serra Pelada que nunca deixou de sustentar acusação contra Sebastião Curió como mandante da morte de Antonio Clênio Cunha Lemos, ex-presidente do Sindicato dos Garimpeiros de Curionópolis, está desde ontem à tarde fazendo barulho, em Brasília. Ele e mais duas centenas de garimpeiros.

Tentarão, por todo o dia, audiência com o quase-novo presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB), a quem pedirão urgência na aprovação do estatuto das classe.