Hiroshi Bogéa On line

Maurino e vice afastados

Confirmado: o juiz Cristiano Magalhães afastou o prefeito Maurino Magalhães, e seu vice, Nagilson Amoury.

Deatalhes, mais tarde.

——————

atualização às 14:14

Em verdade, Maurino Magalhães foi cassado,  baseado em denúncia de caixa dois, formalizada pelo PPS.

O juiz Cristiano Magalhães, da 23a Zona Eleitoral de Marabá,  exarou agora há pouco ofício ao presidente da Câmara Municipal de Marabá, Nagib Mutran Neto, determinando sua investidura no cargo de prefeito até que o deputado estadual João Salame (PPS), segundo colocado na eleição de 2008, decida se assume ou não o cargo.

Mais nformações, dentro de alguns minutos.

—————-

atualização às 14:37

Ofícial de Justiça ainda não localizou o presidente da Câmara Municipal, Nagib Mutran Neto, para certificar-lhe da cassação do prefeito Maurino Magalhães, e sua imediata investidura no cargo de prefeito interino.

Logo mais  voltaremos, com mais informações.

—————-

atualização às 14:45

Através de sua assessoria, o prefeito Maurino Magalhães disse que recebeu a notícia de sua cassação “com serenidade, uma vez que não se discute decisão judicial”. No entanto, garante que já está trabalhando recurso para encaminhar ao Tribunal  Regional Eleitoral, em Belém, de onde espera decisão desfavorável à setenção do juiz Cristiano Magalhães -, com a sua consequente recondução, e do vice Nagilson Amoury,  ao cargo.

————–

atualização às 15:15

Deputado estadual João Salame encontra-se em Belém, a par de tudo o que está ocorrendo em Marabá.

Falando ao blog, ele disse que ainda não foi oficiado da decisão do juiz Cristiano Magalhães, mas que terá cinco dias, a partir  da notificação, para decidir se assume a prefeitura de Marabá, já que terá de renunciar ao mandato de deputado.

Como  Maurino Magalhães está entrando com recurso no TRE, Salame correria o risco de ficar sem mandato caso o tribunal reconduza Magalhães à titularidade do cargo,  sob força de liminar.

A legislação é clara: o parlamentar tem que renunciar ao mandato para assumir o Executivo.

João Salame revela, no entanto, haver divergência nessa matéria. “Há entendimento jurídico, em algums casos, de que o deputado não pode ser punido no cumprimento de uma legislação em situações onde as diversas instâncias do judiciário  tem decisões conflitantes”.

Ou seja, abdicar do mandato parlamentar para ocupar a titular do executivo e, lá na frente, ficar sem o mandato de prefeito (e de deputado) mediante decisões antagônicas dos tribunais.

Salame diz que analisará a questão com frieza, dentro do prazo estabelecido em lei.

—————-

Nota do blog: dezenas de comentários acabam de ser recusados. Uns contendo textos em caixa alta (tudo com letra maiúscula) e outros carregados de insultos e baixarias. Todos que vierem com esse perfil serão deletados.

Post de 

21 Comentários

  1. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 20:30 - 20:30
    Reply

    Espero sinceramente que seu blog possa publicar comentários em prol do prefeito afastado,porque eu vou entender diferente a sua missão de informação.Pois é com sua autorização que ele é publicado.DA decisão judiciária é correta fundamentada,com bases na oposição…mas a perseguição é nitida,efetiva..O QUE MUITO NOS PREOCUPA,do amadurecimento político que ainda está anos luz em nosso municipio..onde ser prefeito é ser importante,de familias nobres,de boa formação..e não pode usar a palavra de DEUS em vão,enfim…Tomara que esta decisão judicial seja o estopim pra revelar aaté onde vai a VAIDADE DE UM HOMEM PÚBLICO!!

  2. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 20:20 - 20:20
    Reply

    Caros leitores do blog e cidadãos marabaensese população que votou no Maurino.Embora os adversários nunca aceitaram a derrota e o Maurino hj se encontre numa posição dificil…VALE LEMBRAR!! que a perseguição é fato..desde do inicio Maurinoo, nunca conseguiu ter paz pra governar..nunca se conformaram..e devem estar vibrando.Mas se analizarmos,eles não estão só atingindo somente o Maurino,..mas os rumos, as diretrizes,de uma cidade que está em erupção de desenvolvimento,poruqe tudo isso, atinge diretamente a população marabaense..pq.foi proliferada por corrente negativa contra o prefeito Maurino, e por sua pessoa..infelizmente é uma realidade que nos preocupa,como a vaidade pelo poder,e a politica são capazes de denigrir a imagem de uma pessoa que se vc. tiver a oportunidade de conhecer..talvez os comentários acima seriam diferentes.Sem trocadilhos que DEUS nos ajude,ilumine nossa cidade e abençoe a pessoa Maurino.

  3. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 18:50 - 18:50
    Reply

    Nenhum Juíz é louco de proferir uma sentença de tamanha repercussão sem provas suficientementes concretas e cabais. Por isso a demora é justificável.

  4. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 04:45 - 4:45
    Reply

    Graças a Deus parece que vamos ficar livre deste cidadão que apenas nos enganou prometendo tudo nas eleiçoes e fazendo nada. Espero que que este não volte mais para o bem do povo desta cidade.

  5. Anonymous

    26 de janeiro de 2011 - 01:05 - 1:05
    Reply

    O juiz não está fazendo mais do q a obrigação dele…nem precisa de agradecimento…acho q ele demorou pra tomar essa decisão…protelou demais.

  6. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 23:44 - 23:44
    Reply

    Agora finalmente o gilson silva
    vai sentir o gosto de ser vereador,
    tomara que não se acompanhe com maus
    parlamentares que compõe aquela casa.

  7. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 23:37 - 23:37
    Reply

    e ai quem vai assumir a vaga de vereador o chico do flamengo ou
    gilsin silva,prefiro o gilsin.

  8. Mestre Chico Barão

    25 de janeiro de 2011 - 21:57 - 21:57
    Reply

    Caro Repórter
    Mesmo achando a decisão do juiz Cristiano Magalhães super correta ele colocou a política de Marabá em ebulição, o Dr. Nagib Mutran ainda não foi encontrado para dar tempo ao Maurino recorrer, um fato compreensível e também correto por parte do vereador, pois seria uma traição dado a maneira pacifica existente entre os dois, criar alvoroço em imediatamente tomar posse.

    Claro que o ex-prefeito e hoje vereador sabe o valor dos cargos e a importância de manter a base criada pelo Maurino para dar governabilidade em caso de renúncia do Salame e sua posse definitiva, um motivo a mais para agir com cautela, embora a posse do Salame independa de sua vontade!

    Do outro lado o Salame também se alimenta de caldo de galinha, na sua avaliação pessoal deve passar se vale a pena não só arriscar o mandado de Deputado, como também se deve esperar para passar oito anos como prefeito em vez de seis, o ultimo fato se toma posse ou não como prefeito para seis ou esperar para tentar oito anos é analisado mais que só será decidido após conversar também com Nagib, porque atualmente o vereador esta demonstrando como é sua maneira de ser na política sem a interferência do problemático pai , esta sendo confiável , no caso se ele toparia não sair candidato a reeleição e se apoiaria o Salame em 2012 !

    Deste momento político independente do resultado uma pessoa saiu beneficiada, o Nagib, pois a cassação do Maurino serviu para ele demonstrar que Pacta sunt servanda (Pactos devem ser cumpridos ).

    Agora se deve esperar que o Maurino acate pacificamente a decisão coerente e certa tomada pelo Juiz Cristiano?

    Claro que não, vai espernear como uma ave que teve o pescoço puxado que só para quando morta!

    Porém será necessário o que para ajustar as engrenagens políticas com as engrenagens judiciais e assim a prefeitura voltar a funcionar?

    Nada apenas bom censo com a população de Marabá , afinal ela é quem sofre!

  9. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 20:10 - 20:10
    Reply

    Agora so falta o senhor juiz cristiano magalhaes derrubar a casa da elka ela também e muito suja brinca com a cara do povo

  10. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 19:48 - 19:48
    Reply

    Olha, sou marabaense e nunca vi a cidade sofrer tanto por conta de um gestor que não faz nada pelo povo…

    Maurino a casa caiu vc ESTÁ DEMITIDO.

  11. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 19:45 - 19:45
    Reply

    eeeeee Maurino a casa caiu…

    e isso que acontece com pessoas que blasfemmão o nome de Deus…

  12. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 19:43 - 19:43
    Reply

    Dr. Cristiano Magalhães, que DEUS o abençoe.
    Chega de impunidade! Temos que preparar um mundo melhor para as nossas crianças.

  13. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 19:42 - 19:42
    Reply

    Acredito que a decisão do nobre Juiz tenha as fundamentações legais para tal ato. Contudo em um processo de escolha eletiva com seu voto o povo é supremo, por tanto eu como eleitor que votei e acredito na administração do PR nesta cidade quero que este fato não seja mais um acordo pré-eleitoral de oposição como muito tem se visto por estas bandas nós ultimos anos. A "Justiça" eleitoral paraense julgará o que for mais sensato. E espero que não se julgue a administração de um partido por ocasião de um episódio. Certo de boas novas camarada, acredito nas veracidades de seu espaço de debate.

  14. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 18:57 - 18:57
    Reply

    Concordo perfeitamente com o comentário das 15:05, meu Deus também ouça nossos apelos, nem sei quanto tempo isso vai durar, se depois vai virar pesadelo, mas não é possível manter a situação que está, antes da virada de hj tinha um monte de servidores sendo perseguidos, humilhados e ninguem tem coragem de reagir, reagir para que? recorrer a quem? digam-me por favor, as coisas são ditas a esmo e ali ficam machucando as pessoas pelo mero prazer de pisar, chega! é angustiante ouvir e viver estes absurdos; no entanto se ele voltar daqui a dias ou meses, será pior, o que esperar, diga-me Deus, recorro a Vós.

  15. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 18:35 - 18:35
    Reply

    Sair o Maurino e entrar o Nagib Marabá não aguenta. Tomara que o Salame aceite!

  16. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 18:24 - 18:24
    Reply

    Achava melhor o tião tirar o malino da prefeitura em 2012, do que esse juiz agora, por que para o povo isso pode parecer perceguição e assim ficarem com pena do maurino, e que Deus nos livre, dando uma nova chance para ele em 2012. Acho defícil.

  17. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 18:05 - 18:05
    Reply

    Sou marabaense e estou muito aliviada pela decisão tomada hoje pelo juiz. Senhor juiz Cristiano Magalhães o senhor plantou uma semente de esperança nesta cidade, que hoje vive um caos urbano.

  18. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 18:02 - 18:02
    Reply

    Demorou mas finalmente saiu uma decisão para o bem dos que residem nesta cidade. Temos que continuar acreditando na justiça brasileira. Parabéns ao juiz que com certeza avaliou todos os autos do processo. Adeusssss aos sanguessugas da atual gestão.

  19. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 17:46 - 17:46
    Reply

    O Povo de Tucuruí ja se mobiliza para tentar transferir o juiz Cristiano Magalhães para nosso município, pra ver se conseguimos o meso resultado contra o Pré-Feito Sancler.

  20. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 17:41 - 17:41
    Reply

    Nada acontece sem a permissao de Deus. O povo clamou e foi ouvido por Deus e agora a justiça dos homens decidirá se Maurino volta, Nagib fica ou Salame aceita, o que é um risco para o deputado, visto que, Maurino pode conseguir uma liminar e voltar a sentar na cadeira do prefeito.
    Caso tenha novas eleições Tiao já pode ser candidato e ai meus amigos em pouco mais de 2 anos ele pode voltar a ser prefeito de novo.

  21. Anonymous

    25 de janeiro de 2011 - 17:21 - 17:21
    Reply

    Na proxima eleicao o povo nao deve perder tempo em votar para prefeito e sim votr para juiz.
    CHEGA DE PERSEGUICAO so porque o homem nao nasceu em Maraba.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *