Massacre confirmado

Publicado em 23 de novembro de 2009

Em 26 de outubro, o blogger postou nota dizendo que a chapa do “PT Pra Valer”, à presidência do Partido dos Trabalhadores de Marabá, deveria conseguir mais de 60% dos votos.
Minutos depois da postagem, micros gabirus locais passaram a fazer comentários condenando o pôster com expressões tão baixa quanto suas estaturas.

Musgos transfigurados de gente.

Todos os comentários exalando merda pura, como se tornou praxe aqui, deletados como descargas de sanitários.

Pois bem.

Saiu o resultado da eleição: Luiz Bressan 384 votos (PT Pra Valer)  X  Dorimar Gomes Soares, 176 (DS).

Do jeito que o autor do blog escreveu: 68% dos votos.

Verdadeiro massacre.

E assim sempre será.

A DS de Marabá não tem quadros, nem mobilização, para encarar o PT Pra Valer

Quanto as críticas boçais e ruminantes dos comentaristas ao blog, uma lição: o pôster não escreve para agradar qualquer quem seja. Nem está por aí rodando o Estado, quase que diariamente, para fazer notícias encomendadas.

O poster não tem contratos assinados com nenhuma prefeitura nem governo do Estado. E desafia quem mostrar algum documento nesse sentido.

Já foi dito uma vez, e se repete, agora: o blog torce pelo sucesso do governo Ana Júlia, por considerá-la pessoa sensível aos problemas sociais do Estado, e por nutrir admiração á forma como ela encara preconceitos e o machismo de setores da política paraense.

O pôster tem consciência de que as desigualdades imensas a dominar há mais de trezentos anos populações deste imenso Estado, jamais serão vencidas – sem que haja no coração do poder gente com o mínimo de percepção de que 70% de nossas comunidades são pobres e esquecidas.

Agora, por querer o sucesso do governo dela, deva-se assumir a postura de lacaio, são outros quinhentos.

—————–

atualização às 18:47

De comentarista anônimo:

Só uma observação. A chapa que o Bressan estava representando não era apenas do PT Pra Valer, mas sim composta por integrantes do CAMPO MAJORITÁRIO (PT Pra Valer, Articulação Socialista, Unidade na Luta). Concordo com a hegemonia do PTPV em Marabá , mas Bressan não estava prepresentando apenas esta tendência nestas eleições.