Maranhão alcança meta de eliminação da malária

Publicado em 7 de maio de 2021

O Maranhão é um dos estados da Região Amazônica que atingiu a meta de eliminação da malária em 2020, com 205 municípios, ou seja 94%, cumpriram Plano de eliminação da Malária.

Esse é o dado do Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQAVS), que permite avaliar a oportunidade de entrega do tratamento antimalárico, contribuindo para a redução da transmissão, morbidade e mortalidade pela doença.

Ainda de acordo com a PQAVS, do total de estados que entraram em surto pelo menos uma vez durante o ano passado no Brasil, apenas dois municípios do Maranhão apresentaram de um a cinco surtos em 2020.

Segundo o programa, a análise dos surtos é especialmente importante em municípios de baixo e muito baixo risco, pois indica um número de casos acima do esperado para o município em determinado período.

Além disso, destaca-se que casos assintomáticos confirmados recebem tratamento conforme preconizado pelo Programa Nacional de Prevenção e Controle da Malária (PNCM), porém a ausência de sintomas impossibilita a inclusão deste caso no cálculo do indicador do PQA-VS. A nível estadual, somente Roraima e Maranhão atingiram a meta, com cerca de 72% e 79% de tratamentos oportunos, respectivamente.