Hiroshi Bogéa On line

Marabá respira futebol

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá:

O prefeito Maurino Magalhães de Lima assinou hoje (18) a renovação do convênio de ajuda financeira ao time do Águia de Marabá. O novo convênio destina R$ 240 mil ao time marabaense, em 1 parcela de R$ 40 mil e 10 parcelas de R$ 20 mil mensais, começando agora em fevereiro e encerrando em dezembro.  
A ocasião também foi marcada pelo lançamento do Troféu Camisa 13, uma premiação do Grupo RBA – Rede Brasil Amazônia de Comunicação , que premia os atletas destaques do Campeonato Paraense, através de votação feita pelos torcedores em urnas espalhadas nos campos de futebol ou lojas, assim como pela Internet, através do site http://www.trofeucamisa13.com.br/.
Idealizador do Troféu Camisa 13 e também apresentador do programa esportivo Camisa 13, da RBA, o jornalista Zaire Filho rememorou a trajetória da premiação, que completa 18 anos em 2010. Ele frisou que a premiação é a mais democrática do futebol paraense, porque é o torcedor, “que mais entende de futebol”, quem escolhe os melhores do ano. Ele entregou um brinde do troféu a cada autoridade presente.

Convênio   
O presidente do Águia, Sebastião Ferreira Neto, o Ferreirinha, agradeceu mais essa parceria da prefeitura, no governo do prefeito Maurino Magalhães, ao time marabaense. Ferreirinha destacou a importância que o gestor tem dado a área esportiva, como investindo na ampliação do Estádio Zinho Oliveira, inaugurado oficialmente hoje, como o jogo de logo mais entre Águia e Paysandu. 
Destacando a importância do momento, o prefeito Maurino Magalhães disse que olha pelo esporte de forma diferente, porque também é desportista e sabe dos inúmeros benefícios que atividade esportiva traz para a sociedade. 
Nesse sentido, já está em andamento a licitação para a construção do estádio olímpico, com capacidade inicial de 20 mil pessoas e, na segunda etapa, para 40 mil. Também investiu na ampliação do Zinho Oliveira, que agora está com capacidade para 5,1 mil torcedores e, projetado, após a segunda etapa da obra, para 10 mil torcedores. “Estamos concluindo a desapropriação dos terrenos para essa expansão. O estádio vai ficar um verdadeiro caldeirão”, brincou, lembrando que o futebol já proporcionou a Marabá ser destaque de forma positiva no horário nobre da mídia nacional, com o jogo entre Águia e Fluminense, do Rio de Janeiro, pela Copa do Brasil de 2009.
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *