“Marabá Leitora” percorrerá escolas

Publicado em 15 de março de 2014

 

DSC_0017

Marabá Leitora é um Programa desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Marabá, criado no coração da Secretaria de Educação – SEMED, na Diretoria de Ensino, na Coordenadoria de Formação Continuada, Pesquisa e Extensão Educacional, idealizado pelas professores Marluce Caetano e Cláudia Borges, responsáveis pelo fomento à leitura, em parceria com a Secretaria de Cultura (SECULT), para impulsionar o incentivo à leitura nas escolas da rede municipal de Marabá e na comunidade como um todo, propõem o Programa Marabá Leitora, juntamente com a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), via o projeto de Extensão: Ler e escrever na Amazônia: modos de ser e de fazer, coordenado pela professora Dra. Eliane Pereira Machado Soares (Instituto de Letras e Artes- Faculdade de Estudos da Linguagem).

Programa reúne ações de fomento à leitura, como parte de uma política pública local de incentivo à leitura, tendo a intenção de provocar um novo olhar à biblioteca escolar e às salas de leitura, para que venham contribuir para a dinamização da vida escolar, tornando-se centros de estudos, pesquisa e lazer, tendo em vista a formação de mais crianças, jovens e adultos leitores marabaenses.
De fato, a cidade é carente desses espaços de leitura, mas, mesmo diante dessa dificuldade, não se pode deixar de buscar a realização de ações articuladas para o desenvolvimento de práticas de leitura, para isso, o projeto, além dos espaços existentes, também utilizará espaços alternativos e os recursos disponíveis, buscando o apoio de profissionais da educação, instituições, órgãos de agentes culturais que queiram colaborar e participar do projeto, dentre os quais a Academia de Letras do Sul e Sudeste do Pará, Comitê Proler, Biblioteca Nacional, Fundação Casa de Cultura.

 

Muitas atividades estão previstas.

O passo inicial será a realização de um diagnóstico desses espaços, a fim de se identificar suas necessidades e contribuir para a sua gradativa superação. Para tanto, a Secretaria de Educação, nesse ano de 2014, no calendário letivo da rede pública, irá prever as datas das oficinas destinadas para os professores lotados em bibliotecas e salas de leitura e agentes culturais da comunidade que atuam nas atividades de incentivo à leitura.

Formação terá como foco formar leitores produtores de texto e pesquisadores, a partir da integração da biblioteca ao projeto político pedagógico de cada unidade escolar. Esses encontros de formação acontecerão mensalmente, na Fundação Casa de Cultura, com temáticas voltadas para formação de Mediadores de Leitura e Contadores de história que são multiplicadores nas suas escolas e comunidades.  Os cursistas receberão a certificação com carga horária anual de 180h, pelas instituições: Projeto de Extensão Ler e escrever na Amazônia: modos de ser e de fazer – UNIFESSPA; SEMED; Comitê Proler, Biblioteca Nacional, Fundação Casa de Cultura.

Além das formações, outras diversas ações estão previstas para comunidade marabaense em diferentes momentos e espaços, tais como: Seminário Pacto pela Leitura: Por uma Marabá mais leitora; Rodas de leitura, Contação de história, Encontros literários, Festival do livro, Sarau, lançamentos de livros, Concursos literários, Publicações de livros, Campanha de doações de livro, Ação Poética, Caravana do escritor, dentre outras a serem desenvolvidas ao longo do ano de 2014.

Espera-se assim criar uma nova cultura de práticas de leituras em nossa cidade, pela formação de leitores sensíveis e críticos, comprometidos com a sua transformação pessoal e, por consequência, com a transformação da realidade social.
As rodas serão realizadas nas escolas;

Os professores serão os multiplicadores.

Cláudia Borges e Marluce Castano (SEmed) e Eliane Machado (Unifesspa), estão escaladas como formadores. (Divulgação do Programa)

DSC_0154