Hiroshi Bogéa On line

Marabá ganha unidades da Indústria do Conhecimento

 

 

O Serviço Social da Indústria – SESI Pará inaugura, na região sudeste paraense, as duas novas unidades da Indústria do Conhecimento no Estado. As aberturas acontecem nesta quinta-feira (12), em dois pontos da cidade de Marabá – primeiro, às 18h, na Praça da Criança, na Rotatória VP 8 com VE 2, no bairro Nova Marabá; e em seguida, às 19h, na Praça Nossa Senhora da Conceição, na Av. Tocantins com Castelo Branco, bairro Cidade Nova.

Os novos centros multimeios chegam a Marabá para dar a oportunidade aos trabalhadores das indústrias locais, seus dependentes e aos estudantes do SESI ampliarem seus conhecimentos e reforçar sua rotina de estudos. Além disso, a comunidade em geral ganha já que o espaço poderá ser utilizado pelo público em geral, beneficiando assim os mais de 60 mil alunos da rede municipal de ensino.

A cerimônia contará com a presença do vice-presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará – Fiepa, Gualter Leitão, do superintendente regional do SESI, José Olimpio Bastos, do prefeito de Santarém, Maurino Magalhães de Lima, e demais autoridades locais.

A Indústria do Conhecimento possui uma estrutura semelhante em todo o país. São disponibilizadas bibliotecas, com mais de 3 mil títulos de diversas áreas do conhecimento, CDs, DVDs e gibis. Os trabalhadores da indústria também podem acessar a internet e participar dos cursos de educação continuada mantidos pelas unidades. Ou seja, cada vez mais o SESI dá meios para que os trabalhadores se desenvolvam e evoluam em suas carreiras. “Os cursos que são ofertados atendem a demanda tanto técnica quando voltada para a área de desenvolvimento pessoal. Com isso o trabalhador tem a possibilidade de escolher o que mais se aplica a sua necessidade”, explica Márcia Arguelles, gerente de Educação do SESI.

Com as novas unidades, serão cinco Indústrias do Conhecimento no Pará – Altamira, Castanhal e Santarém já possuem seus centros.  Ainda em 2012, estão previstas novas unidades da Indústria do Conhecimento: uma em Castanhal e uma em Paragominas.

Estrutura – A Indústria do Conhecimento consiste em um prédio com 100 m², 10 computadores com acesso à internet, sendo um para gestão da unidade, 24 lugares para leitura, pesquisa e estudos. Além disso, o centro disponibiliza um acervo com mais de três mil títulos, abrangendo, em sua maioria, as diversas áreas do conhecimento – desde conteúdo técnico a literatura nacional e internacional.

Em todo o Brasil, existem mais de 230 unidades da Indústria do Conhecimento em 100 centros urbanos com vocação industrial.

Serviço: Inauguração de duas novas unidades da Indústria do Conhecimento, do SESI, em Marabá. Nesta quinta-feira, dia 12, às 18h, na Praça da Criança, localizada na Rotatória VP 8 com VE 2, na Nova Marabá; e às 19h, na Praça Nossa Senhora da Conceição, na Av. Tocantins com Castelo Branco, no bairro Cidade Nova.

Post de 

9 Comentários

  1. ANONIMO

    16 de abril de 2012 - 10:05 - 10:05
    Reply

    Unidades da “Industria do conhecimento” !!! Quem é autor desse termo babaca ! Biblioteca mesmo, videoteca , isso é palhaçada . Bando de otário , o povão gosta de simplicidade e eficiencia, só isso.

  2. Anônimo

    14 de abril de 2012 - 00:56 - 0:56
    Reply

    Quero agradecer muito ao seu Blog Hirosni,aqui eu vejo o errado e o certo,o ruim e o bom.nao tem omissao de informaçao.obrigado

  3. Anônimo

    14 de abril de 2012 - 00:50 - 0:50
    Reply

    Poucos sabém o que está acontecendo em Marabá,também só estao lendo dois jornais, que sao omissos as comquistas e obras que esta gestao participa. se nao fossem os blog,feece,folha do Pará,Carajás e outros.estou apelando para vários meios de comunicaçao para poder saber o que acontece em minha cidade.

  4. Anônimo

    14 de abril de 2012 - 00:36 - 0:36
    Reply

    Pra quem acha que obra importante é só praça,e pavimentaçao.se espanta mesmo,acorde o governo de Maurino já pavimentou 30 km de camada osfáltica.já reformou 60 escolas e construiu dezenas e dezenas.construiu o aterro Sánitário,está concluindo o estádio,pacificou e está legalizando e regularizando 11 ocupaçoes urbanas de Marabá.duplicaçao com parcéria governo federal,está arrumando todas as vps de Marabá,conseguiu verba para obra da grota criminoso e a do aeroporto.fez drenagem e arruamento mais do que todos,projetou toda a cidade de Marabá.está fazendo tudo que os outros nao tiveram a coragem de fazer.nao vou votar no Maurino mais está trabalhando mais do que os outros.

  5. Anônimo

    13 de abril de 2012 - 10:43 - 10:43
    Reply

    Depois de quase 2 anos o desprefeito faz a inauguração dessa obra, aff não sei como esse cara não se cansa de fazer besteira teve 4 anos pra ser o the best gestor e vai ficar sendo conhecido como o não Marabaense que quase afundou a cidade….

  6. Anônimo

    13 de abril de 2012 - 07:00 - 7:00
    Reply

    Augusto existe virgúla para separar sua dúvida,já que não foi divulgado no blog.a estação conhecimento 2 blocos inaugurado ontem proximo a praça da criança e a outra na praça do novo Horizonte.,tém a importante parcéria do Sesi e Prefeitura,e sabe quem é o Prefeito.Maurino Magalhães.Com pouco estudo mais que tem mais sensibilidade do que os doutores que passaram por Marabá.

  7. Anônimo

    13 de abril de 2012 - 06:27 - 6:27
    Reply

    Parceria Sesi e prefeitura, Marabá ganha dois locais de conhecimento que irá beneficiar nosso Povo.importante informação.

  8. Augusto

    11 de abril de 2012 - 15:04 - 15:04
    Reply

    O texto ficou meio confuso no terceiro paragrafo. Mandaram o Maurino pra governar Santarém? Que pena, uma cidade tão bela….

  9. Evilangela

    11 de abril de 2012 - 13:38 - 13:38
    Reply

    Muito legal esta iniciativa do Sesi. Fui aluna do Sesi, tenho boas lembranças da época que participava de inúmeras atividades da escola, que ajudaram na minha formação.
    Meu filho Eduardo, toda vez que passa pela Indústria do Conhecimento, afirma que quer trabalhar lá.
    Parabéns a toda equipe do Sesi de Marabá.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *