Marabá engrossa o caldo da pobreza

Publicado em 28 de junho de 2011

 

A propalada condição de Marabá ser um dos municípios paraenses mais evoluídos economicamente existe apenas na boca das pessoas. A realidade é extremamente diferente.

Dos dez municípios do Estado com maiores proporções de populações na classe ABC, Marabá está fora do mapa.

O município é inferior a Novo Progresso, que aparece em segundo lugar, abaixo apenas de Belém, a capital, que tem 60% de sua gente inclusa na classe ABC.

Os outros municípios paraenses com melhor poder aquisitivo são Parauapebas, Ananindeua, Redenção, Canaã, Tucumã, Rio Maria, Tucuruí e Xinguara.

Marabá, bem da verdade, tem uma elite reduzidíssima com bom padrão. O restante é miserê de primeira grandeza cercando a cidadela por todos os lados.

E que ninguém venha desqualificar  os números divulgados pela Fundação Getúlio Vargas.

A crueldade da estatística  é incontestável.

Leia aqui.