Manifestação contra Bolsonaro reúne centenas em Marabá

Publicado em 19 de junho de 2021

Na manhã deste sábado (19) manifestantes de todo o Brasil se reuniram em manifestação em prol do ato “Fora Bolsonaro”.

Em Marabá não foi diferente.

Como nos informou Jorge Luis Ribeiro, Professor da Unifesspa e membro da Coordenação do SindUnifesspa – Sindicato dos Docentes da Unifesspa, a movimentação concentrou-se às 08 horas da manhã, no Ginásio Poliesportivo da Folha da 16, com a participação de carros, motos e bicicletas.

Jorge Luis informou que o mote desta manifestação além do ato “Fora Bolsonaro”, também houve reinvindicações por vacina, pelo auxílio emergencial de R$ 600,00, contra a Reforma Administrativa, enfim  um ato pela vida e contra Bolsonaro, “contra as políticas genocidas do governo Bolsonaro”.

A manifestação teve inicio às 8 horas da manhã em frente o Ginásio da Folha 16, percorrendo vias pública de Marabá, indo sentido Transmangueira, passando pela Orla de Marabá, pela Avenida Antônio Maia, chegando à Praça Duque de Caxias.

Indagado quanto à sua avaliação a respeito da manifestação realizada nesta manhã,  Ribeiro foi enfático ao afirmar ter sido muito muito positiva, “pois Marabá tinha que dar uma resposta, assim como o Brasil inteiro está dando,  diante de meio milhão de mortos hoje por causa da pandemia.

“Este é um governo que em grande parte consideramos ser o responsável por essa mortalidade tão alta no Brasil. Podendo daqui a pouco ser o país onde o vírus esteja mais mortal. O presidente poderia ter evitado várias mortes com compra e a antecipação de vacinas. No entanto, ele sempre negou a vacina, negou a doença, desdenhou da morte e nós não poderíamos deixar isso batido. Portanto, foi uma frente ampla de movimentos para dar essa resposta que o Brasil inteiro estar dando hoje”, informou Jorge Luis.

Pontuou também, que este ato foi um ponto positivo, tão quanto o do dia 29 de maio, talvez até maior do que aquela manifestação.

Distanciamento Social

Jorge Luis deixou claro que durante todo o percurso e ao longo de toda a manifestação, foram adotadas todas as medidas de seguranças através dos protocolos preconizados pelos órgãos de saúde, onde houve o distanciamento social entre todos os participantes, o uso da máscara por todas as pessoas e álcool em gel.

Com a chegada os participantes da movimentação na Praça Duque de Caxias, na Velha Marabá, houve a concentração final onde finalmente todas as entidades envolvidas na organização da manifestação puderam se manifestar, encerrando-se ao meio dia., disse Jorge Luis Ribeiro.

Organização

A união de movimentos sociais possibilitou frutos de uma frente bem ampla na organização e que também participaram das ações desenvolvidas na manhã deste sábado.

Jorge cita a participação dos partidos de esquerda como PSOL, PT, PCdo B, movimentos como MST, CPT, representantes do MAB (Movimento dos Atingidos pelas Barragens), Movimento de Mulheres, LGBT, Levante Popular, sindicatos como Sinttep, SindUnifesspa, Sindifes Sindicato da Saúde, Sindicato dos Urbanitários, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicato dos Bancários, e outros.

Jorge Luis disse que “foi uma construção muito diversificada, muito ampla de setores progressistas da cidade de Marabá e da região, com o objetivo também de reforçar a voz do povo marabaense contra as atitudes do presidente da República. (Repórter Conceição Barbosa – Rádio KlickNews)