Hiroshi Bogéa On line

Manda quem pode

Outro intendente, o de Marabá, através do Correio do Tocantins, deixou claro na semana passada que a terceirização da coleta de lixo, serviços de iluminação pública e merenda escolar é questão de tempo. Provavelmente, claro, através de carta-convite.

O intendente, pelo menos, já provou, diante de todos, que Ministério Público e Judiciário jamais afrontarão seus propósitos de administrar a cidade a seu critério. Nem que seja preciso dar outro esturro para provar quem manda realmente no município.

Post de 

7 Comentários

  1. Anonymous

    26 de março de 2009 - 00:27 - 0:27
    Reply

    Por que o intendente não convence os empresários interessados na merenda escolar a abrirem um restaurante ”bandeijão” no valor de R$1,99 ??! Ja que o valor da refeição proposto por aluno está em torno de R$1,25… nao seria mais lucrativo pra eles investirem em um bandeijão, do que tentar ganhar dinheiro em cima de merenda escolar ??

  2. Anonymous

    17 de março de 2009 - 14:28 - 14:28
    Reply

    O Debate não é se deve ser carata-convite ou licitação. Primeiro: O Porque de terceirizar?Segundo: A frota atual vai servir pra que? Terceiro: A quem interessa realmente o processo de terceirização destes serviços?

    Ai vamos ter vários outros questionamentos que deveriam estar em pauta na casa de noca marabaense.

  3. Anonymous

    17 de março de 2009 - 00:30 - 0:30
    Reply

    Dizia assim Nelson Rodrigues,o ser humano é cego para os próprios defeitos.Gestao publica é algo de muita responsabilidade,eu nao vejo nada de mais cumprir o que a lesgilaçao permite.Que façam bom uso do dinheiro publico…..

  4. Anonymous

    16 de março de 2009 - 22:19 - 22:19
    Reply

    Ainda não creio que o meio será carta-convite, ainda acredito que será o Pregão, mas como tu dizes, vamos esperar pra conferir.

  5. Anonymous

    16 de março de 2009 - 19:58 - 19:58
    Reply

    Hiroshi, vai ser bacana quando bater no Judiciário, adivinhe quem vai julgar? Ainda bem que tenho algumas fotos aqui comigo…

  6. Hiroshi Bogéa

    16 de março de 2009 - 18:28 - 18:28
    Reply

    12:12 PM, o óbvio não é bem como tu dizes aí, porque o intendente bateu o pé diante do MP dizendo que as cartas-convite que ele enviaria às empresas para terceirizar as atividades citadas estavam dentro de procedimento lega. Ou seja, o óbvio é que o meio fosse mesmo o Pregão, pelo menos mais transparente. A conferir.

  7. Anonymous

    16 de março de 2009 - 15:12 - 15:12
    Reply

    Hiroshi, carta-convite é até o limite de 80.000,00, então é óbvio que não será por esse meio, será por meio de PREGÃO, pode esperar.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *