Hiroshi Bogéa On line

Manda quem pode…

… Obdece quem tem juízo.

A máxima se aplica, quase à sua total extensão, nas relações do cacique  Purakê Assurini  com os índios da aldeia Trocará, distante 20 quilômetros de Tucuruí

Dos 192 eleitores da aldeia, 161 votaram no deputado João Salame (PPS).

Arnaldo Jordy (PPS), candidato a deputado federal, obteve 160.

Simão Jatene levou 185 votos e Serra 177.

Em branco, 1; voto  nulo, 2;  Quatro votos em candidatos diferentes.
Em tom de brincadeira, andam dizendo agora que o  cacique  Purakê, de bodurna em mão, quer saber quem votou contra seus candidatos.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    16 de novembro de 2010 - 13:53 - 13:53
    Reply

    Em uma das mãos uma borduna. Na outra, uma garrafa da "mardita pinga que me atrapaia"! É só ir a feira de Tucuruí nos fins de semana, que o que não falta é indio bebum.

  2. Anonymous

    15 de novembro de 2010 - 22:15 - 22:15
    Reply

    Já imaginou o Cacique Puraquê de borduna na mão quando o Simão Jatene for cassado? É, porque o Inquerito nº 465 que ele responde no STF, através do Recurso Extraordinário nº 507578 de natureza penal- Corrupção Passiva, art 317 do CPP;falsidade ideológica, art 299 do CPP, e ecorrupção ativa art 333 do CPP está no forno. Se segura Cacique, porque a rebordosa vai ser forte.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *