Hiroshi Bogéa On line

Malafaia ameaça fiéis que se revoltam com ladroagem dentro da igreja

 

 

Diante do crescente movimento de fiéis evangélicos dentro de sua própria  comunidade religiosa, revoltados com a ladroagem  perpetuada na  igreja Vitória em Cristo, Silas Malafaia fez veemente ameaça a quem está se colocando contra a bandidagem.

Textualmente, o pilantra fala até em morte de pessoas que se meteram com as denúncias. “Eu já vi gente morrer por causa disso, irmão. Eu já vi gente morrer!”, brava o sujeito, imprimindo psicologia do medo a quem tenta bater de frente com ele e sua quadrilha.

O vídeo foi gravado no final de semana que passou, postado agora na Internet.

 

——————-

Atualização às 10:34

 

O vídeo acima foi retirado do Youtube. Primeiros informações dão conta de que a exclusão do material teria sido iniciativa voluntária do autor da página, mas já corre na redes sociais de que o filme teria sido golpeado por uma decisão judicial, provocada pelo pastor Malafaia.

 

Post de 

10 Comentários

  1. marabaense atento

    3 de agosto de 2013 - 00:36 - 0:36
    Reply

    Vi o programa do pedro bial ontem a noite .pra min malafaia botou todo mundo no bolso só no gogó o ateu coitado perdido o padre foi bombardeado até pelo ateu. o cara da umbanda candomblé sem argumento .só faltou a bichinha do jean wilians . ah detalhe , detesto malafaia e esses seguidores da teologia da prosperidade criada no usa.

  2. MANDIMOLE

    2 de agosto de 2013 - 09:33 - 9:33
    Reply

    Leia-se ARBÍTRIO e CONSTITUÍDAS.

  3. MANDIMOLE

    2 de agosto de 2013 - 09:30 - 9:30
    Reply

    Qual o problema com o Malafaia ? Se ele não lutar para manter o seu negócio funcionando,quem vai lutar ? Eu não vou ! E o que é que todo mundo faz ? Não é a mesma coisa ? Cada um defende o seu, falso moralismo,hipocrisia,desse mal todos sofremos , as pessoas doam por vontade própria,é o livre arbítro ! Se há contravenção, é hora das autoridades contituídas agirem, omissão não é crime também ? Cuidar do que é meu já dá trabalho, se o cara é bandido, a justiça que dê conta .

  4. casemiro

    1 de agosto de 2013 - 10:49 - 10:49
    Reply

    Infelizmente a maioria analfabeta dos fiéis evangélicos desconhecem a história que deu origem ao protestantismo. Não sabem que Martinho Lutero quando saiu da igreja Católica estava lutando contra esta mesma corrupção e apego ao dinheiro que alguns líderes evangélicos tanto praticam atualmente. A ironia da história é que ao longo do tempo a igreja Católica foi lutando para tentar corrigir estes erros ao mesmo tempo que os evangélicos se tornaram o símbolo desta corrida ao enriquecimento. Se Martinho Lutero fosse vivo hoje acho que ele estaria decepcionado com os caminhos que muitas igrejas protestantes resolveram adotar.

    • Marcos

      2 de agosto de 2013 - 13:20 - 13:20
      Reply

      No mínimo Lutero voltaria para a igreja onde foi educado.

    • Prásino

      5 de agosto de 2013 - 01:21 - 1:21
      Reply

      Você botou os pingos nos “is”. Atento aos passos do Homem, o Tinhoso muda sempre de lugar para sujar o que procura ser limpo. Desde de o Éden é assim. Os motivos que deflagraram o bom protestantismo de Lutero são hoje os mesmos motivos que os líderes protestantes dão para alguns blasfemarem contra Deus e as Escrituras. Isso vem alimentando o crescimento do ateísmo na sociedade. Os templos andam cheios de pessoas convencidas, que se pensam convertidas, que carregam as Bíblias debaixo dos sovacos sem lê-la de fato, sem compreendê-la, sem observá-la, o que as distanciam ainda mais da verdade. Percebo com tristeza a covardia e a desfaçatez dos lobos em forma de pastores.

  5. João Dias

    31 de julho de 2013 - 18:14 - 18:14
    Reply

    Fugido do Senhor

    Parabéns HB

    Coincidência ou não, eu acabara de ver o vídeo no Bol. O MALACHEIA fala de conselho, será?
    Que ungido do senhor é problema do Senhor, será?

    Esse é o tipo de conselho que, não deve ser aceito, seja dado ou vendido.

    A pessoa (fiel, crente ou ateu) que saiba de um crime, tem o dever de comunicar à autoridade competente para que a responsabilidade seja apurada, garantido o contraditório.

    “Quem não deve não teme.” O Malacheia ao intimidar os fies de forma veemente, não está preocupado com o risco de morte dos outros, mas, provavelmente de ser investigado.

    Sabemos de um caso recente que o Pastor foi preso e está respondendo a Processo Judicial, graças as denúncias dos irmãos.

    Não se deixe intimidar, DENUNCIE!

  6. Hiroshi Bogéa

    31 de julho de 2013 - 17:02 - 17:02
    Reply

    Dois filhos da puta, certamente “pastores” ou candidatos a isso, entraram aqui agora defendendo o discurso ameaçador do Malafia. Patifes iguais a ele, que ajudam a roubar coitados fiéis desesperados em busca de cura ou no extremo da miséria. Bandidos que deveriam estar na cadeia. Nenhum comentário deses pilantras será publicado.

    • apinajé

      1 de agosto de 2013 - 10:16 - 10:16
      Reply

      Bom dia Hiroshi.
      Pô ficou nervoso,não pega bem xingar as genitoras dos caras,você poderia muito bem se referir as coitadas como”senhoras prestadoras de serviço sem nota”elas certamente não tem culpa dos seus filhinhos terem se transformado nessas “Malafeias”
      Como diria Boris casoy,”ISSO É UMA VERGONHA”
      abraços.

  7. Leonardo Soares

    31 de julho de 2013 - 16:58 - 16:58
    Reply

    Meu caro Hiroshi, como sempre seu blog é um dos melhores em conteúdo, parabéns!

    O assunto em questão sem duvida é a maldita religião, não? Pois é, digo maldita por que tenho me posicionado por diversas vezes averso a qualquer pratica religiosa desde que me dei conta que sou deísta ( graças à Deus), e após da trajetória de mais de trinta anos onde passei por diversas ideologias religiosas: nasci e me criei numa família hiper conservadora e católica, logo mais adiante, cardecista, umbadista, candomble, budista, seisho no-ie,hare krishna, e não estando satisfeito me tornei evangélico fervoroso, praticante, radical ao extremo, leitor convicto da bíblia, de gênese a apocalipse, não obstante, fui mudando de ” bandeira” assembleia de Deus, Testemunha de Jeová, Deus é Amor, Adventista, Sara nossa terra, Universal Reino de Deus, e por fim fui estudar teologia, muito embora não ter concluído o curso mas me deu uma base. Em seguida fui estudar psicologia pois a esta altura, já não conseguia discernir quem tinha razão! Acabei me tornando Maçom, longe de ser uma religião, mas era espiritualizada.

    Diante de toda essa trajetória coloquei todo esse conhecimento dentro do ” liquidificador” e filtrei algumas gotas e o que sobrou é que Deus existe, mas não aquele Deus dos Cristãos, ou melhor o Deus de Papel (bíblia), mas sim um Deus muito além dos dogmas, das superstições, das crenças radicais, hoje e diante do exposto me considero deísta por convicção.O deísmo pretende enfrentar a questão da existência de Deus , através da razão , em lugar dos elementos comuns das religiões teístas tais como a “revelação divina”, os dogmas e a tradição. Os deístas, geralmente, questionam as religiões denominacionais e seu(s) deus(es) dito(s) “revelado(s)”, argumentando que Deus é o criador do mundo, mas que não intervém, diretamente, nos afazeres do mesmo, embora esta posição não seja estritamente parte da filosofia deísta. Para os deístas, Deus se revela através da ciência e as leis da natureza.

    Quanto aos evangélicos, lamento dizer mas estão cegos numa crendice que é justificável, a nossa mente é capaz de criar uma ” zona de conforto”, mediante às necessidades de cada um, p.exe.: Se estou desempregado e se eu pedir uma ajuda seja a Deus, ao um santo, ao um feiticeiro, a um amuleto, ou seja lá o que for, será muito provável que eu consiga um emprego, mas porque estou dentro de uma probabilidade, logo então associarei essa conquista a ajuda ” divina, ou melhor espiritual. Na pratica, o meu desejo é maior.

    Se formos para porta das igrejas, encontraremos pessoas humildes em sua maioria, pessoas que vivem em busca do mágico, do misticismo religioso e com isso proliferam se ” igrejas evangélicas como botecos, em cada esquina se vê barracos intitulando se ” Igrejas”.

    Os crentes em sua maioria atribuem os erros humanos, os crimes hediondos a uma causa externa, ou seja, se um criminoso que passou uma vida matando, assaltando e se esse mesmo adentrar numa igreja evangélica é dito como ” perdoado”, pois o seu comportamento criminoso foi causado pelo demônio e essa é a empáfia dos crentes não admitem seus próprios erros.
    Espero não receber como resposta dos leitores evangélicos em dizer que Jesus é isso ou aquilo, pois já passei por todas esses crivos religiosos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *