Hiroshi Bogéa On line

Mais uma entrevista do Blog com pré-candidatos a prefeito: Albertinho Leão / Cachoeira do Arari

Natural de Cachoeira do Arari, Carlos Alberto da Silva Leão – Albertinho Leão – 54 anos, filiado ao Partido dos Trabalhadores é um dos militantes mais ativo do município nas lutas sociais em prol da população. Já exerceu diversos cargos públicos, como de Secretário de Estado de Esporte e Lazer (SEEL), Secretário Adjunto de Gestão da SEDUC, Ministério da Pesca como Superintendente no Pará, Organização dos Estados Ibero Americanos – OEI. Foi Candidato a Prefeito em Cachoeira do Arari em 1992 e em 2000 pelo PT. E nessa eleição de 2020 almeja novamente, como candidato, poder levar ao povo de Cachoeira o modo Petista de governar e assim promover o desenvolvimento em todas as áreas do seu município. 

 

 

Como você se envolveu com a política?

Albertinho –  Meu envolvimento com a política foi de forma gradual. Desde a minha juventude, ainda como estudante na escola Lauro Sodré e na Escola Técnica Federal do Pará, entre os anos de 1976 – 1983, ainda na Ditadura militar, eu sempre participei de movimentos esportivos e culturais nas escolas, ligados aos grêmios estudantis. Isso sempre nos levava a participar de manifestações de lutas por melhorias da educação e nas lutas gerais. Quando fui para universidade, isso se intensificou e já em 1985 me filiei ao PT em Belém e depois comecei a militância em Cachoeira do Arari a partir de 1988, o que me levou a ser candidato a Prefeito já em 1992 com apenas 26 anos e depois novamente em 2000.

 

 

O que te mantém firme em meio a este cenário politicamente difícil que estamos enfrentando em âmbito local e nacional?

Albertinho – De fato há na sociedade em geral, uma negação da política e dos políticos. Isso só aumentou nos últimos anos, que chegou até a ameaçar a nossa democracia. Mas, creio que é neste momento que aqueles que de alguma forma possuem consciência política devem se organizar e disputar o processo eleitoral para reafirmar a nossa democracia e buscar a melhoria da sociedade com políticas públicas que beneficiem a maioria da população. Devemos buscar diminuir as desigualdades sociais e garantir o estado de bem-estar social para todos. Incluo-me entre essas pessoas que buscam isso.

Em Cachoeira do Arari, nas quatro últimas disputas eleitorais o PT não encabeçou nenhuma chapa, assumindo em grande parte delas o papel de Vice. Como você avalia a força política do Partido dos Trabalhadores ao encabeçar uma chapa para vencer as eleições 2020?

Albertinho  – O PT em Cachoeira do Arari é um dos mais antigos no estado. Foi fundado em agosto de 1986, ou seja, seis anos após a fundação nacional. Tem uma trajetória de construção na luta dos trabalhadores. Surgiu das CEB’S – Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica. Ajudou na tomada do Sindicato dos Trabalhadores Rurais para os verdadeiros trabalhadores, na fundação e organização da Colônia dos pescadores Z-40 de Aranai, uma referência nacional. Ajudou também a fundar o SINTEPP – Sindicato dos Trabalhadores em Educação, o SINDSAÚDE e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, além de várias outras entidades como a Associação Quilombola de Gurupá e de Populações Tradicionais de Chipaiá. Como pode se observar o PT está enraizado no município. Participou com candidatura própria em 1988, 1992 e 2000. Em todas ficou em 3º num universo de 05 candidatos. Foi decisivo para as vitórias do MDB em 2004, 2008 e 2016. Nas eleições de 2018 tivemos os seguintes resultados:

Presidente 1º Turno: Haddad (74,8%)– 9.444 x Bolsonaro – 1.688 (13,37%);

Governador 1º Turno: Paulo Rocha – 4.606 (37,45%) x Helder – 4.527 (36,8%);

Senador  – 6.425 (27,47) x Zé Geraldo – 4.866 (20,81%) x Jader – 3.546 x

Zequinha – 3.498 Jarbas – 1.311 x Úrsula – 1.234;

Deputado Federal: PSDB – 2.333; MDB – 2.270 ;PT – 2.025 ; PTB – 971;DEM – 840; PSB – 670;  PCdoB – 436;

Deputado Estadual: MDB – 2.575 ; PSDB – 1.718; PT – 1.384; PSD – 1.085; PDT – 784; DEM – 657; PCdoB – 612

Como se vê, na última eleição, o PT demonstrou força política em todos os níveis. De Presidente a deputado estadual. O que nos credencia a encabeçarmos uma chapa em 2020.

De que forma o PT pretende firmar sua candidatura majoritária da frente que está articulando?

Albertinho  – Nós estamos dialogando com todos os partidos que tenham incompatibilidade com a atual gestão ou que ainda não tenham definido a cabeça da chapa. Entendemos que a atual gestão “já deu o que tinha de dá” para Cachoeira do Arari. E assim vem sofrendo um esgotamento político natural por “fadiga”. Não se renovou e os desafios políticos para o município requer um novo modo de fazer política. Entendemos que é necessário haver participação da população, mais transparência no uso dos recursos públicos e maior atenção aos que mais precisam. Além disso, como os números mostram, temos viabilidade eleitoral testada nas urnas. Não queremos ser melhores que ninguém, mas estamos buscando o convencimento desses outros partidos e de suas lideranças e topamos participar de critérios que avaliem numa pesquisa aquele que tenha maior intenção de votos, menor rejeição e que numa votação entre os filiados e pré-candidatos seja o que demonstre agregar mais aos partidos e lideranças. Ou seja, um critério que permita a todos em condições de igualdade escolher o que tiver maior viabilidade eleitoral para defender um programa comum.

 

O que você destaca como sendo os principais projetos desenvolvidos pelo PT no município e no estado? E também por sua atuação político-social na administração pública?

Albertinho  – O PT de Cachoeira do Arari sempre teve força política internamente a nível estadual e nacional, o que possibilitou que durante os governos Lula e Dilma, conseguíssemos trazer para o município os principais propramas do Governo Federal como: Bolsa Família; Mais Médicos; Seguro Defeso aos Pescadores Artesanais; Luz Para Todos; Transporte Escolar; Minha Casa Minha Vida; Interligação do Município á Tucuruí; Termos de Autorização de Uso -TAU’s pros Ribeirinhos; Regularização dos Quilombolas; Registro da Festividade do GSS como Patrimônio Cultural do Brasil; Construção da Reserva Técnica do Museu do Marajó; Reconhecimento de Assentamentos Extrativistas-Chipaiá; Empréstimo Consignado para aposentado entre outras ações.

Também durante a gestão do PT no estado conseguimos: Asfalto na Cidade; Doação de máquinas para o município; Fábrica de Gelo; Programa “Um Computador por Aluno” para a escola do Retiro Grande; Construção de Laboratórios nas escolas do Estado; Escola Familiar Rural; UAB – Universidade Aberta e ainda participação no governo do estado de lideranças do município através de mim que fui Secretário da SEEL e Adjunto da SEDUC, de Zé Prudêncio- Coordenador Regional SAGRI e de Claudionor – Diretor da Secretaria da Pesca;

Como o PT pretende consolidar a confiança do povo de Cachoeira?

Albertinho  – O PT já possui a confiança do povo de Cachoeira, e os números das últimas eleições mostraram isso. Tudo isso é consequência de nossa luta e do legado de nossos governos. O povo de Cachoeira sempre contou e sabe que sempre poderá contar com o PT e com os Petistas. Durante a campanha estaremos consolidando ainda mais essa confiança, dialogando e construindo um Plano de Governo com a participação popular.

 

Você, pré-candidato a prefeito do município, como projeta trabalhar no resgate da autoestima da população e da cidade, no combate às desigualdades, e no aumento de oportunidades para desenvolvimento econômico-social?

Albertinho – A População será valorizada, pois nosso governo irá possibilitar que o povo decida o que será feito com os recursos públicos do município. Seremos transparente e prestaremos contas não apenas à Câmara e aos órgãos de fiscalização, como também faremos prestações de contas públicas aos cidadãos de Cachoeira. Isso fará com que a população pela primeira vez na história do município seja dona do seu próprio destino. Faremos de tudo para universalizar a agua potável para todos; combateremos o analfabetismo e a desnutrição. Teremos um grande programa de incentivo a cooperativas, sindicatos e associações em várias áreas como: produção agrícola, pecuária, pesca e artesanato. Vamos ajudar estas entidades a se regularizarem e a elaborarem projetos de créditos e financiamentos que estão disponíveis e não estão acessando. Da mesma forma faremos com entidades de Esporte e Cultura. Passada as eleições vamos respeitar todos os partidos e convida-los para se unirem a gestão em busca de recursos no estado e a nível federal, inclusive com emendas impositivas, principalmente dos Deputados Estaduais e Federais e os Senadores votados no Município, sem que isso signifique cooptação política. Vamos buscar a légua patrimonial do município e as áreas estabelecidas como expansão do plano diretor urbano, inclusive com a construção de um Distrito industrial para beneficiar a nossa produção e gerar emprego, renda e agregar valor ao nosso Açaí e demais produtos agrícolas, Pescado, Gado, Linguiça, Carne de Sol, Frito do Vaqueiro, Queijo e derivados do Leite. Vamos estudar a viabilidade ecológica, econômica e social do projeto de plantio de arroz e outros grãos em nosso município e coloca-los em bases sustentáveis, para que possa gerar mais emprego, renda e impostos ao município.

Post de 

4 Comentários

  1. miguel cunha filho

    30 de julho de 2020 - 19:19 - 19:19
    Reply

    Excelente candidato, Albertinho, é preparado, e tem compromisso com o povo de cachoeira do Arari.

  2. Antônio Ivan Araújo Silva

    30 de julho de 2020 - 19:14 - 19:14
    Reply

    Albertinho, muito boa sua entrevista. Você é o candidato natural ao cargo de prefeito de Cachoeira do Arari. Espero que vença. Sei que você foi moldado para a política e sei que terá ascensão na mesma. Boa sorte.

  3. Khyra grangense

    30 de julho de 2020 - 16:52 - 16:52
    Reply

    Excelente entrevista. E muito importante pra população do município saber o que pensa o candidato.

  4. Maura Carvalho

    30 de julho de 2020 - 16:36 - 16:36
    Reply

    De extrema importância essas entrevistas com os candidatos à prefeitos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *