Mais um caso de cura de paciente com HIV é anunciado

O  quarto caso  de cura de caso de HIV é anunciado.

Um homem de 66 anos diagnosticado com o vírus da imunodeficiência humana (HIV), no ano de 1988, foi curado, segundo os médicos que o acompanham.

O paciente fazia tratamento contra leucemia e realizou um transplante de medula óssea que teve como doador uma pessoa naturalmente resistente ao vírus.

Ele parou de tomar medicamentos para o HIV e o vírus não é mais encontrado em seu corpo.

O caso foi apresentado na conferência Aids 2022, em Montreal, no Canadá.

Em um comunicado, o homem, que pediu para não ser identificado, lembrou o sentimento que teve quando foi diagnosticado com o vírus, na década de 1980.

“Como muitos outros, pensei que era uma sentença de morte. Nunca pensei que viveria para ver o dia em que não tivesse mais HIV”, declarou o paciente.

Ele é identificado como o Paciente City of Hope (“Cidade da Esperança”, em português) em homenagem ao hospital onde foi tratado em Duarte, na Califórnia. No passado, o homem perdeu amigos para o HIV, antes que os medicamentos antirretrovirais pudessem dar a estas pessoas uma expectativa de vida quase normal.

O paciente desenvolveu leucemia aos 63 anos e os médicos responsáveis pelo seu tratamento decidiram que ele precisava do transplante para substituir sua medula óssea doente por células saudáveis. Por coincidência, o doador era resistente ao HIV.

O vírus entra nos glóbulos brancos do nosso corpo usando uma porta microscópica – uma proteína chamada CCR5. No entanto, algumas pessoas, como é o caso desse doador, têm mutações CCR5 que fecham essa porta e impedem a entrada do vírus.

As informações são da BBC News Brasil.