Mais um asssassinato no Sudeste: pistolagem voltou para seu aconchego natural?

Publicado em 29 de maio de 2011

 

Há fortes suspeitas da polícia de que Erenilton Pereira dos Santos, morto em Nova Ipixuna, neste sábado, tenha sido vítima de lance de “queima de arquivo”.

As primeiras considerações levantadas levam em conta a área em que a vítima recebeu balaço na cabeça,  exatamente próximo ao assentamento Agroextrativista Praialta Piranheira, onde o casal  José Cláudio e Maria perdeu a vida, e  a forte relação entre a vítima e os líderes ambientalistas, mortos essa semana.

Durante este domingo, informações detalhadas sobre mais um assassinato no Sudeste do Pará.

Ao que tudo indica, a era da pistolagem voltou a ter seu lugar de aconchego.

——————————

Atualização às 13:54

‘É muito cedo para vincular este episódio à morte do casal de  extrativistas  ocorrida esta semana na mesma área’, afirma o secretário de Segurança, Luiz  Fernandes. “O momento agora é de investigação. Se existe um vínculo, ele  aparecerá naturalmente no curso das apurações’, alertou.

Outra informação precipitada é a de que o colono Eremilton seria  testemunha da morte do casal de extrativistas e por isso foi executado. O  delegado Silvio Maués descarta essa possibilidade, até porque não houve  testemunha ocular do crime de terça-feira. “Tudo será investigado”, informou  Silvio Maués.

 

Extríado do portal ORM.

Leia mais.