Hiroshi Bogéa On line

Mais de mil demitidos em Canaã dos Carajás

 

Mais de mil serviores contratados estão sendo demitidos em Canaã dos Carajás, por determinação da Justiça.

A prefeitura é obrigada a realizar Concurso Público imediatamente para regularizar a situação do quadro.

Repete-se, ali, o que ocorre em quase todo município: a vocação dos prefeitos pela manutenção do que a lei não permite.

Permitir que uma prefeitura preserve cargos irregulares para mil pessoas,  é a prova de que a maioria dos marmanjos usa a função para proliferar o empreguismo de seus apaniguados.

Post de 

8 Comentários

  1. ANdre

    13 de janeiro de 2012 - 21:55 - 21:55
    Reply

    Se fosse só em canaã…seria bom demais…

  2. ezequias

    12 de janeiro de 2012 - 10:05 - 10:05
    Reply

    hiroschi , o que deve ter de gasparzinho ai , parente e aspone deve dar nem pra contar. abraço

  3. gilberto

    11 de janeiro de 2012 - 12:54 - 12:54
    Reply

    aqui em curionopolis tambem e assim ou pior nao tem nenhum concursado nem pra fazer um chá e prefeito nem fala em fazerconcurso.

  4. Alberto Lima

    11 de janeiro de 2012 - 09:11 - 9:11
    Reply

    Fernando Oliveira – Marabá
    janeiro 11th, 2012 at 8:57

    …E a Justiça a tudo ver e nada faz para botar freio nessa orgia. Depois de mil contratações ( como nesse caso) aí aparece um “vigilante da Lei” e determiona que todos deixem seus empregos. Por que não agiram no tempo certo e determinaram concurso? e essas famílias? vão prá onde? se sabe que concurso não se faz do dia prá noite. Êta País esse nosso!…

    Resposta:

    Acho que esse negócio de: “…e essas famílias? vão prá onde?…” não cola muito não. Afinal, elas sabiam que a contratação era temporária, e, no mínimo, deveriam estar pensando no seus futuros quando a “mamata” acabasse. Nada fizeram porque não queriam fazer!

  5. Alberto Lima

    11 de janeiro de 2012 - 09:05 - 9:05
    Reply

    Isso é um problema muito sério!

    Cargos de confiança..Ops! Confiança??

    O que seria mais confiável? Uma pessoa que está lá somente porque é amiguinho ou partidário do prefeito, ou um funcionário de carreira que vive desse salário?

    E as mazelas? Quantas vezes temos notícias que o funcionalismo público está com seus vencimentos atrasados por falta de verbas? Muitas vezes né? Mas duvi-dê-ó-dó que os cargos comissionados fiquem ser receber!

    Outros problemas são que, certamente ou em grande parte, muitos recebem esse salário sem nem ao menos comparecer a repartição, já que servem apenas de faixada para esconder o verdadeiro destino desses salários: O bolso do próprio prefeito. Pois, só existe duas maneiras de desviar recursos públicos sem dar bandeira pros TCM´s da vida: Uma é superfaturando obras e ficando com a diferença, e a outra é a citada anteriormente.

    Mas o pior é um funcionário ser taxado de preguiçoso simplesmente por ser funcionário público, carregando este estigma por culpa de outras pessoas sem o menor comprometimento com o serviço, os comissionados!

    Meu primeiro emprego concursado foi na prefeitura de Belém, faz tempo, mas nada mudou. As pessoas comissionadas são, na maioria, gente burra, que não entende nada de nada, mas são as primeiras a procurarem benefícios. Chegam até a, próximo do fim do mandato do prefeito-padrinho, criar problemas jurídicos para, após a perda do cargo, entrarem com ações judiciais, por problemas administrativos criados por eles mesmos!

  6. Fernando Oliveira - Marabá

    11 de janeiro de 2012 - 08:57 - 8:57
    Reply

    …E a Justiça a tudo ver e nada faz para botar freio nessa orgia. Depois de mil contratações ( como nesse caso) aí aparece um “vigilante da Lei” e determiona que todos deixem seus empregos. Por que não agiram no tempo certo e determinaram concurso? e essas famílias? vão prá onde? se sabe que concurso não se faz do dia prá noite. Êta País esse nosso!…

  7. Capitu, olhos de ressaca

    11 de janeiro de 2012 - 08:38 - 8:38
    Reply

    Que quadro triste na grande maioria dos municípios de nossa região.
    Quando vão preencher uma vaga, não avaliam pelo critério técnico e sim pelo apadrinhamento.
    Isso ocorre em Marabá, por isso o caos…
    Sem essa de nomear amiguinhos, parentes, amantes…
    Se o amigo, o parente ou a amante é competente, vá lá… Dá pra aguentar…
    Mas quando são tapados, só fazendo pose, desfilando com prepotência sua incompetência, não dá pra engolir mesmo!!!
    Os governos de Lula e Dilma estão aos poucos conscientizando a nação da necessidade de valorizar o técnico competente, habilitado para o cargo que irá ocupar.
    Ok, ainda há muita indicação politica, mas não se mantem no cargo se não forem honestos e aptos. Caem de forma vergonhosa!
    Nossos municípios precisam seguir o exemplo do governo federal, que mesmo passando por escândalos prossegue de pé.

  8. LUCAS

    10 de janeiro de 2012 - 19:06 - 19:06
    Reply

    1000 servidores fazendo campanha para esse Senhor, já seria menos votos para ele tentar conquistar sozinho com uma panelinha. Tem que realizar concurso sim, até porque é uma forma de democratizar o acesso ao cargo publico e diminuir as vantagens desses politicos CORRUPTOS!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *