Hiroshi Bogéa On line

Maior obra de urbanização da história de Marabá será iniciada, totalizando R$ 240 milhões de investimentos

 

Grota 5

O prefeito de Marabá, João Salame, assinou a ordem de serviço das obras de macrodrenagem da Grota do Aeroporto, que beneficiará 7.890 famílias residentes em  bairros do Núcleo Cidade Nova.

Mais de 25 mil pessoas estão na abrangência do projeto de urbanização.

O ato de assinatura da OS ocorreu na noite de terça-feira,  24, na confluência dos bairros Liberdade e Independência,  mais precisamente no Ginásio Irmã Teodora, que recebeu cerca de 800 pessoas (foto acima), entre lideranças de bairros, presidentes de associações, dirigentes comunitários, políticos e secretários municipais, além de executivos da Caixa Econômica Federal, instituição  responsável pelo repasse dos recursos.

Em sua primeira  etapa, a macrodrenagem terá aporte de R$ 187 milhões.

Cinco bairros sentirão os efeitos da intervenção urbana: Infraero, Liberdade, Laranjeira, Independência e Bom Planalto.

Ao todo, 65 ruas e avenidas receberão 70 km de pavimentação.

A macrodrenagem prevê ainda execução de 2 km de canal aberto, 5 km de galerias de concreto e 30 km de rede de drenagem.

Para a prevenção de inundações, serão construídas cinco lagoas de retenção com elevatórias de águas pluviais, além de 2,4 km de diques de contenção de cheias.

Projeto alocará recursos para a recuperação ambiental de 7.116  KM2 de áreas degradadas, remoção de moradias em áreas de inundação e plantio de mudas de árvores nativas para revitalização da área degradada.

No campo da mobilidade urbana, a macrodrenagem realizará intervenções visando melhoria de vias para circulação de coletivos urbanos, sinalização horizontal e vertical, reestruturação  dos passeios com implantação de piso tátil visual, largura mínima para trafegabilidade de pedestres ´bem como implantação de pontos cobertos para usuários de transportes coletivos.

No campo de habitação,  regularização fundiária com o cadastramento e emissão de títulos aos proprietários de imóveis da área de intervenção.

Ao todo, serão construídas  1.376 casas populares, do programa “Minha Casa, Minha Vida, que terá aporte de R$ 85 milhões.

Durante assinatura da ordem de serviço, prefeito João Salame apresentou  ao público o engenheiro Luciano Capuzzo (foto), da Construtora Centro Minas (CCM), responsável pela grande obra. O executivo revelou que o canteiro de obras da firma já está instalada na cidade e que deverá iniciar os serviços a partir de outubro.

Grota 2

Também em outubro,  é provável que João Salame determine a publicação do edital para a contratação da empresa que realizará a macrodrenagem da Grota Criminosa.

Esse projeto prevê intervenções urbanas em  cerca de dez Folhas da Nova Marabá, com mais 30 km de asfalto.

Prefeito que encerrar o ano de 2013 consolidando as duas primeiras grandes obras de sua gestão, embora venha enfrentando ao longo do período sérias adversidades financeiras herdadas da administração anterior.

Grota 4Durante solenidade no ginásio Irmã Teodora, o secretário de Obras Antonio de Pádua (foto )fez explanação detalhada de toda a macrodrenagem, que mudará completamente o modo de vida  da comunidade.

João Salame, depois que assinou a ordem de serviço (foto abaixo) fez um apelo aos executivos da CCM no sentido de priorizar a contratação de mão de obra dos bairros a serem afetados pela macrodrenagem. “Precisamos dessa contribuição da construtora, para ajudar a reduzir  a faixa de desemprego que assola a população, proporcionando, com  essa contribuição,  a redução das dificuldades de sobrevivência de centenas de famílias”.

Grota

 

A primeira etapa da obra, como já anunciado, terá aporte de R$ 187 milhões.

Em sua segunda etapa, mais R$ 53 milhões serão liberados pela CEF, totalizando R$ 240 milhões.

Post de 

3 Comentários

  1. carlos

    26 de setembro de 2013 - 08:53 - 8:53
    Reply

    O MAU,MAU, graças a deus não ter iniciado essa obra já pensou esse dinheiro todo na mão dele e do secretário piçarra

  2. Ricardo

    25 de setembro de 2013 - 14:55 - 14:55
    Reply

    Legal, Parabéns ao prefeito por colocar em prática uma obra que desde a época do Maurino estava para ser feita em Marabá e o maurino não teve competência, já Joao Salame teve. mas a Obra é Federal e não da prefeitura.

    • Hiroshi Bogéa

      25 de setembro de 2013 - 20:47 - 20:47
      Reply

      Ricardo, é verdade. A obra é do governo federal, e isso o próprio prefeito deixou claro ao convidar diretores e superintendente da Caixa Econômica Federal para participarem da solenidade de assinatura da ordem de serviço, exaltando, na oportunidade, a presidente Dilma Roussef pela liberação dos recursos. Só que a prefeitura entra na obra com o valor de R$ 30 milhões em contrapartida. Ou seja, uma grana preta do povo de Marabá. Ademais, louve-se o esforço que o prefeito desenvolveu, nos últimos oito meses, para que os recursos não fossem transferidos para outro município brasileiro, já que os projetos da macrodrenagem da Grota do Aeroporto, defendidos pela administração passada, estavam todos fora de ordem jurídica e técnica. A conquista desses recursos é uma vitória pessoal do prefeito e da equipe técnica da Secretaria de Obras de Marabá.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *