Hiroshi Bogéa On line

Máfia dos sanguessugas: ex-prefeito condenado

 

 
O ex-prefeito de Bragança José Joaquim Diogo teve seus direitos políticos suspensos por três anos e terá que pagar multa equivalente a tinta vezes o valor atualizado da última remuneração obtida como prefeito.

A condenação, determinada pelo juiz federal José Valterson de Lima, foi publicada no processo em que o ex-prefeito foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de fazer parte da máfia dos sanguessugas, um esquema de corrupção que desviava recursos públicos destinados à compra de ambulâncias.

Pelos próximos três anos, o ex-prefeito também está proibido de fazer contratos com o poder público. O empresário Luiz Antonio Vedoin, integrante da família que montou o esquema de corrupção em todo o país, foi condenado às mesmas penas aplicadas contra José Joaquim Diogo.

No processo atuaram pelo MPF os procuradores da República José Augusto Torres Potiguar e Bruno Araújo Soares Valente.
Também por participação na máfia dos sanguessugas, este ano a Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Anapu, João Scarparo, e a prefeita de Novo Repartimento, Valmira Alves da Silva. Cabem recursos contra todas essas decisões.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *