Hiroshi Bogéa On line

M e g, a vereadora preferida do blog

 

 

Em Belém, Meg Barros, apresentadora de programa de TV  eleita recentemente pelo Psol, faz toda a diferença.

Esposa do amigo Kleber Barros, dono da produtora KL Multidia,  Meg é uma incansável batalhadora, com pique de trabalho invejável.

Por conta de seu fôlego extraordinário, ela é dona de 5.168 votos que já começam a ser celebrados pelas ações pré-posse da vereadora eleita, em seus contatos diários com a comunidade de Belém.

Meg tem realizado plenárias em diversos bairros da capital, auscultando a população sobre seus anseios imediatos e de longo prazo.

O  mandato de Meg  inicia em janeiro de 2013, mas  seu trabalho já começou, como ela gosta de dizer -, ” porque tenho pressa em trabalhar”

Só para se ter ideia da extensão maravilhosa da marca que está construindo na política da capital, em sua plenária realizada na comunidade Verdejante III,  situada no limite entre Belém e Ananindeua, Meg  colocou a vista – e suas preocupações imediatas -, nas  muitas ocupações que são constituídas naquele  limite. “Essas comunidades acabam ficando isoladas e excluídas de atenções básicas, contribuindo assim para o aprofundamento das desigualdades sociais”, revela.

 

Embora na Ocupação já tenha o sistema de iluminação pública tanto nas ruas como em residências, assim como a cobrança por parte da concessionária, os moradores reclamam que o CEP que consta das contas de luz não corresponde ao endereço correto, isto é, a falta de regulação dos endereços causa muitos transtornos aos moradores, que sequer podem dar o endereço para entrega de correspondências ou mercadorias.

 

 

Em outras palavras, a população mostrou a Meg que  o correio não oferece serviço na comunidade, os CEPs lá registrados não correspondem aos seus endereços, gerando assim uma série de problemas para a população, que não conseguem ter em suas residências suas correspondências, como: boletos de cartões de créditos, notificações, assim como a entrega de qualquer eletrodoméstico ou coisa parecida.

 

 

“Como se esse transtorno já não bastasse, os moradores relataram que não há água encanada na área. Os mesmos fizeram na “marra” uma ampliação da rede de abastecimento de água da COSANPA, do Conjunto Verdejante, mas o serviço conseguido pelo próprio esforço da comunidade, tem uma qualidade baixa e quantidade insuficiente de água para atendê-los, causando assim vários problemas domésticos e de saúde, pois a rede é deficitária, com canos quebrados em alguns locais, deixando que a água que chegue às torneiras fique contaminada, contribuindo assim para a proliferação de doenças de pele, como as micoses, verminoses e diarreias, que atinge principalmente crianças”, relata a vereadora eleita.

 

Com pedido de  permissão ao amigo Kleber, a bonita futura vereadora ( e põe beleza nisso!) , quando assumir o cargo, terá uma agenda de ação construída no colo das comunidades, ouvindo cada pessoa, sentido sua respiração.

 

O blog registra esse fato com a agradável expectativa de que Belém está ganhando uma política jovem, atuante, inteligente e comprometida com a cidade.

 

Tão bom o exemplo de  Meg fosse seguido  nos outros municípios que acabam de eleger seus vereadores!

 

Cercada de adultos e crianças, por onde anda, Meg recebe o carinho da comunidade
Post de 

4 Comentários

  1. marcos aurelio

    7 de dezembro de 2012 - 15:04 - 15:04
    Reply

    vamos torcer por ela, pois nosso estado esta precisando de novos nomes para a política.

  2. CAUÍ

    5 de dezembro de 2012 - 20:45 - 20:45
    Reply

    Se a Meg vai ser uma boa vereadora,só o tempo dirá, agora, que é uma bela duma loura,e sem dúvida nesse quesito chamará atenção, sem dúvida, um belo e harmonioso conjunto. Respeitosamente …

  3. Wagner Mourão

    5 de dezembro de 2012 - 18:09 - 18:09
    Reply

    Hiroshi, você pode escrever o que digo: a vereadora eleita, é mais uma Elza Miranda da vida, resalvando-se, algumas exceções pessoais. Pode conferir!

    • Hiroshi Bogéa

      5 de dezembro de 2012 - 18:22 - 18:22
      Reply

      Wagner, você não conhece as origens e a capacidade de mobilização da Meg. O tempo lhe dará a resposta. Abs

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *