Hiroshi Bogéa On line

Longa estrada da vida

 

 

Motorista experiente consegue fazer em até 1hora  e dez minutos, a distância que separa Marabá de Curionópolis – 130 km, sem estrupiar.

Hoje, o poster gastou duas horas – apesar de conhecer bastante as rodovias BR-155 e PA-275.

Se o motora apressar o passo, na ânsia de chegar, quebra o carro – tal a situação desastrosa das duas estradas.

É um suplício desesesperador cruzar as duas “bichinhas”.

Post de 

5 Comentários

  1. Jonas Souza

    30 de março de 2012 - 11:21 - 11:21
    Reply

    É o retrato do desgoverno do Jatene. É Bom lembrar, que jatene, já está a 14 anos no poder.

  2. Arnilson

    30 de março de 2012 - 09:43 - 9:43
    Reply

    Sr. Hiroshy Bogéa, fui convidado à realizar a Palestra Xadrez na Escola -* Um lance de mestre no Docenorte, na Serra dos Carajás, dia 10 de março, gastei 4h30m para chegar na Serra. Foi tudo bem, sem problemas com as crateras. Dava vontade de parar e tirar fotos para pô-las no blog. Ía perder tempo, chegar atrasado.

    Na volta, à noitinha, no escuro mesmo, dirigia com todo o cuidado do mundo, velocidade que ía dos 70 aos 30 km/h, já batia o cansaço, não consegui evitar um buraco, vinha carro em sentido contrário (ultrapassagem irresponsável) cai em um buraco, às proximidades do Posto Ferroviário. Detonou o amortecedor. Prejuízo na certa.

    Essa estrada tira vidas. O Pátio da Polícia Rodoviária Federal é um Museu a céu aberto. Como dizia Vinicius de Moraes, no Samba da Benção:
    (…) Falado

    Feito essa gente que anda por aí
    Brincando com a vida
    Cuidado, companheiro!
    A vida é pra valer
    E não se engane não, tem uma só
    Duas mesmo que é bom
    Ninguém vai me dizer que tem
    Sem provar muito bem provado
    Com certidão passada em cartório do céu
    E assinado embaixo: Deus
    E com firma reconhecida!
    A vida não é brincadeira, amigo
    A vida é arte do encontro
    Embora haja tanto desencontro pela vida
    Há sempre uma mulher à sua espera
    Com os olhos cheios de carinho
    E as mãos cheias de perdão
    Ponha um pouco de amor na sua vida
    Como no seu samba (…)

  3. Eleitor

    30 de março de 2012 - 08:30 - 8:30
    Reply

    Pior são aqueles 12 km da Carne de Sol pra São Pedro da Água Branca. E ainda dizem que o prefeito do 66 está fazendo uma excelente gestão. Imaginemos se não estivesse. Segundo moradores da região, quando a Vale transportava carvão por ali, a manutenção da via que é uma estrada de chão, era feita regularmente. E esses senhores ainda queriam um estado para administrar, sendo que nem suas pequenas cidades eles dão conta.

  4. Capitu

    29 de março de 2012 - 18:52 - 18:52
    Reply

    O título deste post me fez perceber que o blog tem andado sem poesia (a do Millor não conta, muito fúnebre).
    Onde anda o poeta? O que faz um poeta sem poesia?

  5. JOSÉ Antônio

    29 de março de 2012 - 15:42 - 15:42
    Reply

    Caro Hiroshi
    Como leitor assíduo do seu blog, e como Representante Comercial que trafega diariamente pelas péssimas estradas do Sul do Pará, venho testemunhar sobre a situação precária que encontra-se as nossas estradas, pois vale a pena ressaltar que esse trecho está em melhores condições, estamos fazendo uma verdadeira “TRILHA ” no trecho entre Eldorado a Xinguara, uma verdadeira VERGONHA.

Leave a Reply to Jonas Souza

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *