Hiroshi Bogéa On line

Linha cruzada

Sempre no pé da notícia, Juvêncio de Arruda é quem informa:

A renovação dos serviços de call center do Detran vai atrasar. É que um despacho da desembargadora Marineide Merabet, em agravo de instrumento interposto por uma das empresas que concorre no certame, determinou a suspensão do edital até que o mérito da inicial seja apreciado pelo juízo a quo, ou seja, a Vara da Fazenda Pública da capital onde a querela foi iniciada. ( Processo N° 200830106230)

 

Primeiro, o juiz da Vara da Fazenda Pública sentenciou mudanças em itens do edital. 

Agora é a desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado quem determina a suspensão do mesmo certame.

A cada perícia minuciosa, a licitação do Detran  se engarrafa mais ainda.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *