Leitor do blog detona intenção do ex-prefeito de Piçarra, Wagne Machado, trabalhar pré-candidatura a prefeito de Marabá

Carlos Rivaldo Lima, comerciante no bairro da Liberdade, em Marabá, postou comentário ao post Ex-Prefeito de Piçarra  projeta candidatar-se prefeito de Marabá, publicado neste blog dia 21 de fevereiro passado. reagindo a uma suposta pré-candidatura a prefeito de  Wagne Machado (foto)

Revoltado com a possibilidade de um desconhecido pleitear o direito de disputar a cadeira de prefeito de Marabá, o comerciante reagiu duro, dizendo que  “o senhor Wagner bem que poderia passar pela máquina de atestar mentiras, para demonstrar o quanto essa intenção dele é da pior qualidade, um desrespeito a classe política marabaense”.

Chamado de “aventureiro”, “paraquedista” e outras mumunhas mais, o comentarista destila sua indignação, deixando claro que Wagner Machado é um oportunista.

Abaixo, íntegra do comentário de Rivaldo:

 

———————–

Fico impressionado quando leio uma notícia dessa. Um sujeito que tem seus vínculos políticos com o pequeno município de Piçarra “trabalhando” para ser candidato a prefeito de Marabá. Isto é um absurdo, uma agressão a inteligência das pessoas que estao ha vários anos lutando pelo desenvolvimento de Marabá. Uma pessoa que malmente acaba de sair de um mandato de prefeito no vizinho município, tem a cara de pau de desejar ser prefeito de Marabá. Como diz minha mãe, Marabá é terra de muro baixo, muito baixo. O senhor Wagner bem que poderia passar pela máquina de atestar mentiras, para demonstrar o quanto essa intenção dele é da pior qualidade, um desrespeito a classe política marabaense. Pior é saber, como li no Correio de Carajás, que esse ex-prefeito de Piçarra faz dobradinha política com outro ex-prefeito, Jeová, de Canaã dos Carajás. Ou seja, dois ex-prefeito, unidos, aventurando-se em leiloar nacos de outros municípios, com a verdadeira intenção de colocar a mão nos cofres públicos. Marabá não merece um desconforto desse. E tem que reagir não votando, agora na eleição de outubro, para esses dois sujeitos aventureiros. Pior também é saber que Wagner está a serviço dos grandes fazendeiros da região, que nenhuma contruibuição trazem ao desenolvimento regional, mas apenas aos seus bolsos. Wagner tem que ser visto como aventureiro, impostor e mal intencionado. Um verdadeiro paraquedista querendo usar o dinheiro público em benefício próprio. Abaixo Wagner Machado, impostor. Carlos Rivaldo Lima, comerciante no bairro Liberdade,, Marabá.