Hiroshi Bogéa On line

Lauande, reluzindo

A partir deste momento, este poster integra a seleção comprometida com a manutenção do blog do Eduardo Lauande -, enquanto ele realiza sua inesperada viagem. E já são tantas pessoas, tantas mentes, tantas consciências e corações entregues à tarefa de realçar o pensamento do querido Eduardo…
Por uma boa – ótima – causa, como diz nosso “Editor” virtual (só a blogosfera permite isso), José Alencar, estamos cantando cirandas pra Lauande. Ele no centro da roda, em pensamentos.
E só temos um jeito de levar adiante isso: usando as palavras, fazendo textos. Os textos que tão bem ele os construiu tratando de educação, universidade, socialismo, paz, e amor.
Gostei do que diz a Ima, do Museu Goeldi, também mantenedora do blog: Tudo o que reluz é Lauande!
Tamos aí. Pro que der e vier.

Post de 

3 Comentários

  1. hiroshi

    1 de agosto de 2007 - 02:15 - 2:15
    Reply

    Meu grande amigo Salame: o importante é que a nossa emoção sobreviva, diz a canção de Paulo César Pinheiro. Você chega na hora certa. Seu comentário já está postado no Blog do Lauande, dê uma olhadinha.
    http://blogdolauande.blogspot.com/

    Como conviveste de perto com ele, algum causo ou fato que te marcou na relação, conta pra gente. Manda por e-mail para ser postado no blog que segue – como essa vida louca vida a nos desesperar, vez por outra. Agora excluindo o Eduardo do convívio.
    Firme, deputado.
    Abraços.

  2. Anonymous

    1 de agosto de 2007 - 02:11 - 2:11
    Reply

    Meu caro Hiroshi:

    Um problema no meu computador me impediu de manifestar de pronto meu sentimento em relação à morte do Lauande. Eduardo se auto-definia como comunista, bicolor e mocajubense.
    Um dos maiores corações que conheci. Sua mente inquieta não se detinha diante do patrulhamento tão presente na esquerda. Aliás, para defender suas teses e seu sonho não se importava se tinha que elogiar FHC e criticar Lula, ou vice-versa. O que importava era o conteúdo.
    Sua preocupação com a democracia permeava suas formulações. Sem democracia não há socialismo, afirmava, engrossando o coro de uma esquerda democrática que está tentando aprender com o fracasso do “socialismo real”.
    Como dirigente do PPS convivi de perto com Lauande na direção do partido. Polêmico, tivemos às vezes discussões ásperas. Mas, ao final, numa mesa de bar, confraternizávamos.
    Num mundo de tanta mediocridade ficamos ainda mais pobres. A lacuna deixada por Lauande dificilmente será preenchida. Como marxista convicto que ele era, tomara ao menos que tenha errado em uma de suas convicções: que o Céu exista e ele esteja muito bem escrevendo seus alfarrábios e curtindo com a cara de “nosotros”, a cada dia mais presos em uma sociedade em que ninguém está seguro.
    Forte abraço e obrigado por manter acesa a chama do Lauande!

    João Salame
    Deputado estadual – PPS

  3. Anonymous

    1 de agosto de 2007 - 00:51 - 0:51
    Reply

    Hiroshi você está sempre à frente dos demais. Sabe tocar na gente. Parabens pelas homenagens que tens feito ao Lauande. E sei que tudo flui de seu coração com naturalidade. Se pudesse dizer o quanto te conheço..seria tão bom..mas não posso, pra meu mal, não posso.
    Deus te proteja sempre com essa alma linda.
    Alguém que te olha

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *