Ladeira abaixo

Publicado em 10 de novembro de 2009

                –  “Censura ao jornal paulista (Estadão) é citada como um retrocesso do governo Lula”.
A chamada acima é de uma notícia sobre ameaças à imprensa livre denunciadas durante a assembléia da Sociedade Interamericana de Imprensa, publicada na página 9,  caderno Poder, de O Liberal.

Ao ler a íntegra do texto, assinado pela Agência France Presse, ninguém encontra qualquer indicativo de declaração do presidente da SIP, Enrique Santos, citando o presidente do Brasil responsável pela censura ao jornal de São Paulo, conforme dá a entender a folha dos Maiorana.

Mente duas vezes.

Primeiro, ao induzir o leitor na chamada da matéria.

Segundo, porque a censura ao jornalão paulista foi imposta por ordem judicial.

Essa é a “imprensa profissional que apura o noticiário com critérios”, conforme pregaram os donos de jornais participantes da SIP, para justificar a criação de leis internacionais capazes de brecar a liberdade da Internet.